Gestão em recursos humanos para hospitais

Categories: Trabalhos

0

AS CONSIDERAÇÕES E COMENTÁRIOS ACERCA DO CAPITAL INTELECTUAL INTRODUÇÃO Atualmente o Capital Intelectual vem despertando a atenção dos contadores, administradores, economistas e investidores. Mais ainda existem muitas controvérsia a respeito deste assunto, o que ocasiona dúvidas e dificuldade de entendimento por parte dos interessados em avalia-los pnnclpalmente pela sua característica intangível.

O Capital Intelectual é um conjunto de informações e conhecimentos encontrados nas organizações, onde agregam aos pr inteligência e não so Com o intuito de aco solicitações dos clien todos os setores p ors nte anha lores aplicados a dos processos e das s vem demandando os contínuas adaptações em sua estrutura organizacional. – CAPITAL INTELECTUAL Com o mercado cada vez mais exigente, as empresas vêm sentindo a necessidade de investir cada vem mais em recursos humanos, acrescentando em seu capital o conhecimento, originado através do investimento em capital humano qualificado, agregando ás empresas recursos financeiros, que a cada dia se tornam mais valorizados. A dificuldade encontrada pela contabilidade tradicional é a sua devida contabilização, já que Capital Intelectual é a mais nova “fonte de recursos” das empresas. Segundo Johnson e Kaplan(1993, p. 0), o valor econômico de uma companhia não é limitado à soma dos valores de seus definem os ativos intangíveis de uma empresa “Como recursos incorpóreos controlados pela empresa, capazes de produzir benefícios futuros. ” Os ativos físicos de uma empresa baseada no conhecimento contribuem menos para o valor de seu produto ou serviço final do que os ativos intangíveis como: os talentos de seus funcionários, a eficácia de seus sistemas gerenciais, o caráter de eus relacionamentos com os clientes, que juntos formam seu capital intelectual. – DEFINIÇOES E CARACTERISTICAS Estudos foram desenvolvidos inicialmente em torno de um dos elementos que compõem o capta’ intelectual: O Capital Humano. A partir do século xv , alguns economistas investiram grandes esforços para encontrar uma forma de atribuir valor monetário ao ser humano. Entretanto só recentemente que o conceito de Recursos Humanos como capital obteve valor.

O Capital Intelectual envolve três questões: * O valor do capital intelectual excede, por muitas vezes, o valor dos ativos que constam no balanço; O capital intelectual é a matéria- prima da qual os resultados financeiros são feitos, resultados financeiros derivam do capital intelectual; ‘k Diretores, gerentes e gestores, têm que distinguir dois tipos de capital intelectual, chamados de capital humano e capital estrutural.

Já para Edvinsson e Malone (1988:19) o capital Intelectual ” é um capital não financeiro que representa a lacuna oculta entre o valor de mercado e o valor contábil. Sendo, portanto, a soma do Capital Humano e do Cap•tal Estrutural. ” Leif Edvinsson através do desenho de uma árvore o Capital Intelectual, onde explica em sentido figurado ue : “As partes visíveis da árvore, tronco alhos e folhas, representam a empresa. As ra[zes, mass aixo da superf árvore, tronco, galhos e folhas, representam a empresa.

As raízes, massa que está abaixo da superfície, representa o valor oculto. Para que a árvore floresça e produza bons frutos, ela precisa ser almentada por raízes fortes e sadias. ” Visando facilitar o entendimento serão apresentadas as seguintes definições: * Capital intelectual: é a soma de capital estrutural e humano, indica capacidade de ganhos futuros de um ponto de vista humano. * Capital humano: é o valor acumulado de investimentos em reinamento, competência e futuro de um funcionário. Capital estrutural: é o valor do que é deixado na empresa quando o capital humano (os funcionários), vão para casa. * Capital organizacional: Compreende capital de processo, cultura e inovação, é a competência sistematizada da empresa, além da capacidade organizacional e de criar valores. * Capital de inovação: é a força de renovação de uma empresa, expressa como propriedade intelectual. * Capital de processos: os processos combinados de criação de valor e de não criação de valor. 3- METODOS PARA FOMENTAR O CAPITAL INTELECTUAL

Importantes empresas no âmbito mundial mantêm programas formais que buscam estimular ou desenvolver o capital intelectual, quer internamente, através do aumento de conhecimentos de seus funcionários, ou externamente, através do relacionamento com clientes. O Capital Intelectual é um recurso obtido exclusivamente dos seres humanos onde desenvolvem seu potencial, gerando conhecimento e inovando os objetivos das organizações, transformados em beneficios para as organizações e seus acionistas e ou proprietários.

Portanto a preocupação em desenvolver o Capital Intelectual por arte de empresas renomadas internacionalmente e líderes em seus respectivos merca PAGF3rl(FS Intelectual por parte de empresas renomadas internacionalmente e lideres em seus respectivos mercados é um indicativo importante, pois sinaliza a necessidade da adoção, desta nova forma de condução dos negócios caso as empresas queiram manter-se competitivas.

Entretanto mesmo com o crescimento que o tema vem tendo no mercado, o capital intelectual ainda é um grande desafio para os profissionais da área contábil. CAPITAL INTELECTUAL VERSUS CONTABILIDADE A economia vem passando por um processo de ransformação ,onde o conhecimento vem ganhando destaque e espaço, e com isso o Capital Intelectual realça com um novo conceito de administração de empresas. A Contabilidade passa a sofrer mudanças, a necessidade de mudar seus conceitos geram dúvidas em como mensurar este novo artigo que toma espaço no mercado a cada dia.

Admitir o conhecimento como recurso econômico, impõe transformações na contabilidade no sentido de as demonstrações Contábeis não retratarem o valor real de uma empresa, já que para a Contabllidade Tradiclonal, o que não se pode medlr não se pode ontrolar, compreender ou alterar. A mensuração do Capital Intelectual talvez seja um dos mais difíceis desafios a serem vencidos pela contabilidade. Paiva( 2000, p. S), destaca que a contabilização do capital intelectual não justifica o abandono da contabilidade financeira.

Sinaliza sim, uma preocupação em proporcionar informações mais consistentes com relação ao patrimônio da empresa, principalmente por assumir que inúmeros fatores de ordem intangível contribuem para o valor de mercado da mesma e finaliza argumentando que ” enquanto a contabilidade ‘tradicional’ estaca elementos do passado, o capital intelectual viaja para o futuro”. CONCLUSAO PAGF capital intelectual viaja para o futuro”.

CONCLUSÃO O mundo está em constante transformação e sempre irão ocorrer mudanças, a globalização nos mostrou e vem mostrando que temos que correr atrás das evoluções e buscar sempre estar atualizados sobre os acontecimentos que passam por nossa volta. Com a Contabilidade Tradicional não foi e nem será diferente, a Contabilidade atravessa mudanças assim como o mundo e, com isso a necessidade de se adaptar aos novos acontecimentos. O conhecimento torna-se alvo de importantes descobertas na Contabilidade.

O conhecimento agregado a tecnologia, a oportunidade de bons negócios, ao incentivo, transforma-se em recurso para as empresas, onde são investidos em estrutura para o desenvolvimento de idéias, de criações. O intelecto torna- se alvo de fonte de renda para as organizações, sendo uma ferramenta que apenas o serem humanos possuem. Com a valorização do conhecimento ficou claro que podem ser copiado os equipamentos, as máquinas dos concorrentes, os produtos, mas não o seu Capital Intelectual, as suas informações.

O que ocorre é que os métodos para as demonstrações do real valor das empresas ainda não são satisfatórios, onde são mensurados ativos tangíveis e considerando apenas alguns dos intangíveis ocasionando em uma diferença no seu valor de mercado. Para que ocorra um gerenciamento eficaz é necessário que a Contabilidade identifique e controle os ativos intelectuais onde não podem ser ignorados. A definição Capital Intelectual pode recente Sempre esteve presente, Sempre houve uma diferença entre o valor de mercado e o valor contábil, onde até recentemente era julgado como um fator subjetivo.

Estrutura do preço de vendas

0

[pic] 1 orlo to view nut*ge estes gastos pode-se utilizar os seguintes elementos: preço de venda, custo, despesas variáveis, despesas

Read More

Fornos a arco

0

Tipo de Documento: Área de Aplicação: Título do Documento: Orientação Técnica Distribuição Critério para Atendimento a Forno a Arco SUMARIO

Read More