Pim vii processos gerenciais

Categories: Trabalhos

0

No decorrer das décadas que se seguiram, com a participação ativa de seu filho Carlos Fischer, que o sucedeu no comando dos negócios e empreendimentos, o Grupo Fischer consolidou-se como um dos maiores grupos nacionais, mantendo na laranja o seu principal foco de atuação. Com essa visão, que lhe permitiu perceber as grandes potencialidades do agronegócio e especialmente a ruticultura, Carl Fischer iniciava em 1932 um negócio de exportação de frutas para a Europa, centrado especialmente na comercialização de laranja. . 4 Informações sobre o porte da empresa Fundado em 1932, o Grupo Fischer, multinacional genuinamente brasileiro, gera milhões de dólares anuais em divisas para o Brasil. Dedicando-se à produção e industrialização de laranja, e exportação de suco de laranja com moderna tecnologia e se cercando de cuidados em todas as etapas de seu negócio: cultivo, manejo, produção, processamento, estocagem e distribuição.

Cuidados esses que se estendem às suas demais atividades como a produção e processamento de maçãs e suco de maçãs no Estado de Santa Catarina, e ainda na operação logística com embarcações de apoio marítimo às plataformas de p rução e reforma naval e dragagens portuárias. O 1 Grupo Fischer gera cerca de 30. 000 empregos indire No decorrer das décadas que se seguiram, com a participação ativa de seu tilho Carlos Fischer, que o sucedeu no embarcações de apoio marítimo às plataformas de petróleo, construção e reforma naval e dragagens portuárias.

O Grupo Fischer gera cerca de 30. 00 empregos indiretos. 1. 5 Principais Produtos e Serviços LARANJA – A Principal Matéria-Prima do Grupo MAÇA – Maior Produtor do Brasil Matéria-Prima do Grupo MAÇÃ – Maior Produtor do Brasil NAVEGAÇÃO – APOIO AS PLATAFORMAS MARÍTIMAS Com a aquisição de fazendas no interior do Estado de São Paulo, o Grupo descobriu sua vocação para a agricultura e iniciou as primeiras plantações de laranja que fornecem hoje parcela significativa da matéria-prima consumida nas principais fábricas do Grupo.

Em cada uma das etapas da produção são aplicadas as mais modernas técnicas, bem como s melhores práticas, atenção e cuidados para que cada fruto atinja o melhor nível de qualidade possível. No início da década de 50, o Grupo investiu na criação da empresa de navegação Aliança, no Estado do Rio de Janeiro, que se tornou a maior empresa brasileira nesse setor chegando a operar mais de 50 navios. Após cinco décadas de operação essa companhia foi vendida e os recursos foram reinvestidos nos demais negócios do Grupo.

No começo da década de 60 foi criada, no Estado de São Paulo, a Citrosuco, empresa que se tornou uma das maiores rodutoras de suco do mundo, exportando hoje suco de laranja e seus subprodutos para mais de 90 países. O pioneirismo sempre foi a principal característica da Citrosuco, que detém uma posição de vanguarda tecnológica e de qualidade no processamento e na logística de transporte e distribuição do produto. Atualmente o Grupo Fischer possui quatro fábricas no Brasil e uma nos Estados Unidos.

Terminais de suco no Brasil, Estados Unidos, Europa e Japão e a maior frota mundial de modernos navios especializados no transporte a granel de suco de laranja. Em meados da década de 80, o Grupo deu mais um passo na diversificação de suas operações. No Estado de Santa Catarina investiu na aquisição e formação de fazendas para produção de maçãs e packing houses destinados ao armazenam formação de fazendas para produção de maçãs e packing houses destinados ao armazenamento e distribuição dessa fruta no mercado interno e para exportação.

Visando otimizar o aproveitamento da produção, construiu uma fábrica de suco de maçã, que atende o mercado interno e exporta o produto, principalmente para a Europa e Estados Unidos. Hoje a Fischer é a maior produtora de maçãs no Brasil. O Grupo Fischer atua ainda no setor das embarcações de apoio marítimo às plataformas de petróleo, contando com diversas embarcações em operação através da CBO (Companhia Brasileira de Offshore), sediada em Macaé, no Estado do Rio de Janeiro.

Para dar suporte a essas atividades o Grupo conta também com o Estaleiro Aliança, que atua na construção e reforma naval, levando o Grupo a posição de destaque nesse segmento no Brasil. 2 – logística e rede de distribuição A base logística da Citrosuco compreende também diversos terminais de exportação, importação e distribuição. Na cidade de Santos (SP) está o maior terminal do mundo, com o primeiro sistema que viabilizou a exportação a granel de sucos não concentrados de qualidade premium.

Em Ghent, na Bélgica, a empresa possui também o maior terminal europeu na sua categoria, sendo este o primeiro terminal do mundo a operar no recebimento e distribuição de sucos não concentrados a granel. Complementam o sistema dois outros terminais: em Wilmington, nos Estados Unidos, e Toyohashi, no Japão. Visando atender os mercados em todo o mundo, o Grupo Fischer conta, hoje, com uma frota de quatro navios- anques especialmente desenhados e construídos para o transporte de sucos concentrado e não concentrado.

Combinada à moderna infra-estrutura de exportação e recepção de produtos e ao desenho racional de rotas e frequências, essa fro infra-estrutura de exportação e recepção de produtos e ao desenho racional de rotas e frequências, essa frota permite integrar, numa operação eficaz, clientes de todas as partes do mundo e diversos produtos de origens distintas. 3 – desenvolvimento sustentável 3. MEIO AMBIENTE A simplicidade e criatividade do projeto ECO FISCHER estão demonstradas no reflorestamento com mudas nativas, eciclagem de lixo, tratamento de efluentes, recuperação e reuso de água, controle de ruídos, rigorosa observação dos programas de boas Práticas de Fabricação Agrícolas e Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle. A vantagem é a conscientização dos colaboradores, terceiros e parceiros que, ao realizarem essas tarefas incorporadas ao dia-a-dia do Grupo, estão ajudando a si mesmos, seus filhos, todos a sua volta e, principalmente, nossas futuras gerações.

O principal objetivo do Projeto ECO-FISCHER, ao ser implementado, foi a conscientização dos funcionários e amiliares na importância da preservação ecológica e na manutenção e recomposição das Áreas de Preservação Permanente e Reserva Legal em todas as propriedades do Grupo. O reflorestamento realizado pelo ECO-FISCHER é sustentado por um viveiro, implantado no ano de 2000, com produção de mudas de essências nativas, composta de aproximadamente 30 espécies diferentes.

O viveiro próprio ainda produz anualmente 100 mil mudas nativas, destinadas exclusivamente para reposição de árvores nativas mortas em áreas de reservas ou de preservação per fazendas próprias. Estas ações são complementadas om permanentes processos de cunho educativo vol ssos colaboradores e familiares. intra-estrutura de exportação e recepção de produtos e ao desenho racional de rotas e trequéncias, essa trota permite mortas em áreas de reservas ou de preservação permanente das fazendas próprias.

Estas ações são complementadas com permanentes processos de cunho educativo voltados para nossos colaboradores e familiares. Projeto ECO-FISCHER foi ampliado com a implementação do Programa de Reciclagem de Lixo nas fazendas do Grupo, envolvendo mais de 7. 500 funcionários, contando ainda com seus familiares. Associam-se ao Programa de Reciclagem de Lixo, as ações voltadas ao processo de lavagem, armazenagem e destino de embalagens vazias de produtos agrotóxicos para usinas de reciclagem, que a Divisão Agropecuária do Grupo Fischer já executa ao longo dos anos.

Na área Industrial, sua Divisão Citrosuco, consciente das preocupações voltadas ao Meio Ambiente, implantou um Sistema de Gestão Ambiental em suas unidades industriais (Matão, Limeira, Bebedouro e Santos). Utilizada como piloto, a unidade de Santos foi certificada pela norma ISO 14000 em janeiro de 2005. Nas demais unidades, o Sistema de Gestão Ambiental está preparado para o processo de certificação. E, ainda, o programa Citrosuco Recicla, implantado nas Unidades Industriais, através de coletas seletivas, capta e envia para reciclagem: papel; plástico; vidro; latas metálicas; etc.

Todo o material é doado para cooperativas associadas às prefeituras, gerando renda, emprego e desempenhando um trabalho social. Em Matão-SP, a água residual do processo de produção de suco de laranja é usada na irrigação de extensa plantação de Palmeira Real Australiana, a partir da qual o Grupo Fischer produz palmito da mais alta qualidade. Isso beneficia duas vezes o meio ambiente, porque trata a água de maneira natural e reduz a agressão às matas de preservação permanente.

No Estado de Santa Catarina, as Divisões Maçã, em Fraiburgo, e Suco de Maçã, em Videira, mantêm uma Política Integrada que contempla a Qualidade e Meio Ambiente, em perfeita consonância com as atividades das demais Meio Ambiente, em perfeita consonância com as atividades das demais Unidades. O atendimento aos objetivos da Política da Qualidade e Ambiental é assegurado pela rigorosa observação dos programas de GMP (Boas Práticas de Fabricação), GAP (Boas Práticas Agrícolas) e de APPCC (Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle).

Além das unidades do Estado de São Paulo e Santa Catarina, a Divisão Navegação, outro braço do Grupo, com Unidades no Estado do Rio de Janeiro, mantém Políticas e se preocupa com a preservação do meio ambiente, seguindo rigidamente a legislação ambiental. A certificação ISO 14001 atesta que a empresa possui um sistema de gestão ambiental mundialmente reconhecido, mais abrangente que o requerido pela legislação brasileira. Uma das muitas niciativas cobertas por este sistema de gestão é o programa de coleta seletiva de lixo que foi implementado na empresa, incluindo todas as embarcações.

Com estes compromissos, o Grupo Fischer busca aprimorar constantemente seus processos produtivos e operações, visando à segurança de seus colaboradores e o respeito ao meio ambiente, utilizando os recursos naturais de forma sustentável. 3. 2 PROJETOS SOCIAIS “Toda atividade econômica deve gerar benefícios sociais”. Carl Fischer A valorização do ser humano é uma premissa no G Essa premissa está lastreada em princípios que co desenvolvimento de seus colaboradores e Politica da Qualidade e Ambiental ê assegurado pela rigorosa observação dos programas de GMP (Boas rã A valorização do ser humano é uma premissa no Grupo Fischer.

Essa premissa está lastreada em princípios que contribuem para o desenvolvimento de seus colaboradores e familiares, além das comunidades onde atua. As práticas e políticas de recursos humanos adotadas no Grupo visam assegurar uma perfeita integração entre os integração entre os funcionários, a manutenção de ambientes de trabalhos saudáveis, seguros e humanos, espeitando-se a individualidade de cada um, e a geração de projetos sociais nas comunidades, tais como “Bom de Bola, Bom na Escola”, “Projeto Pescar” e “Dr.

Saúde”. Projeto Bom de Bola, Bom na Escola Iniciado em abril de 2002, o Projeto “Bom de Bola, Bom na Escola”, mantido pelo Grupo Fischer, incentiva e aprimora o desenvolvimento social, cultural e esportivo de garotos, preparando-os para o futuro. Além de atividades esportivas e sócio-culturais, o projeto disponibiliza a cerca de 1 IO garotos de 1 0 a 1 6 anos, matriculados regularmente na rede pública de ensino, atendimento médico, odontológico e merenda.

Dentre as atividades culturais previstas destacam-se visitas a museus, exposições, teatro, cinema, biblioteca (incentivo à leitura de livros e revistas), participação em datas comemorativas. O resultado atingido no aspecto do aproveitamento escolar tem sido extremamente gratificante, conforme demonstramos abaixo: * 1 ,84 pontos de aumento na média das notas. * 10% de aumento na freqüência escolar. * 21 % de melhorias no comportamento escolar. No campo esportivo, as equipes de futebol das diversas categorias do “Bom de Bola” já conquistaram mais de 40 títulos.

Projeto Pescar Além de atividades esportivas e sócio-culturais, o projeto disponibiliza a cerca de 1 IO garotos de 10 a 1 6 anos, O Grupo Fischer oficializou a implantação do Projeto Pescar em março de 2003. Em parceria com a Fundação Projeto Pescar (www. projetopescar. org. br) de Porto Alegre, o trabalho visa preparar jovens de famílias em vulnerabilidade social para o mercado de trabalho. Além das aulas específicas do currículo, os alunos recebem noções de cidadania e conhecimentos sócio-culturais, uma variada gama de informações. ócio-culturais, uma variada gama de informações. Com a colaboração valiosa de voluntários, participam de palestras sobre os temas mais relevantes para os jovens na atualidade. Segurança, língua estrangeira, importância de trabalhos comunitários, meio ambiente, informática, doenças sexualmente transmissíveis, drogas, voluntariado, dentre outros, são alguns dos temas das palestras educativas. O contato com diversos tipos de expressões artísticas, visitando mostras e exposições de arte, e visitas de caráter vocacional, também fazem parte do aprendizado.

Além do curso, eles recebem gratuitamente uniformes, alimentação, assistência médica e odontológica, através de arcerias. É exigido que o candidato esteja matriculado e freqüente de modo efetivo a escola regular e apresente desempenho escolar satisfatório. A Fundação Projeto Pescar tem como principal objetivo sensibilizar e envolver organizações no resgate da cidadania e na preparação de adolescentes em vulnerabilidade social por meio do exercício de uma profissão, promovendo assim sua inclusão social.

O Projeto Pescar estimula nos Jovens a responsabilidade individual, o que reforça sua cidadania. Os cursos oferecidos contemplam oito áreas de formação profissional: indústria, comércio, comunicação, construção ivil, gestão, informática, turismo e hospitalidade e imagem pessoal. Atualmente o Grupo Fischer mantém seis unidades do Projeto Pescar, sendo: Matão, Nova Europa, Bebedouro, Limeira e Iaras, no Estado de São Paulo, e, Niterói e Macaé, no Estado do Rio de Janeiro.

gOF11 Projeto Dr. Saúde sôcio-culturais, uma variada gama de intormações. Lançado em abril de 2004 pelo Grupo Fischer, o projeto “Dr. Saúde” amplia cada vez mais sua contribuição social às às comunidades. Trata-se de um ônibus especialmente preparado com consultórios médico e odontológico que, com o rabalho de equipes especializadas, leva programas de prevenção básica e atendimento à população carente dos municípios onde o Grupo Fischer atua.

O Grupo Fischer arca com os custos de todo o material e despesas com transporte e alimentação da equipe, que é formada por parceiros nas áreas médicas, odontológicas, nutrição e enfermagem. O projeto desenvolve campanhas como Pressão Arterial, Orientação Nutricional, Diabetes, Saúde da Mulher, Higiene Bucal e Prevenção do Câncer Bucal, definidas de acordo com pesquisas realizadas junto a órgãos de saúde e niversidades parceiras, relacionando as principais doenças do público que o programa visa beneficiar.

No ano de 2005, o projeto realizou várias campanhas em diversas cidades do interior paulista, catarinense e fluminense. O projeto também participou e prestou atendimento em várias feiras, fazendas e periferias das unidades onde o Grupo Fischer atua. Este trabalho vem marcando ponto positivo, uma vez que traz diagnósticos desse público assistido por onde o “Dr. Saúde” passa. Tais resultados são utilizados como base para novas propostas e futuras ampanhas ou correções que se mostrarem necessárias.

Eficiencia e eficácia sob a ótica da organização

0

Eficácia e eficiência sob a ótica das organizações. Eficiência e eficácia seriam apenas duas palavras normais se não as observássemos

Read More

Os hidrocarbonetos funções oxigenadas e nitrogenadas

0

OS HIDROCARBONETOS 1. Relativamente ao composto de fórmula estrutural CH3 – CH2 – CH = CH – CH2 – CH3,

Read More