Pré natal

Categories: Trabalhos

0

ntroduçao: Durante a gravidez, como em outras fases da vida, a prática de alguma atividade física, de maneira regular e adequada, constitui um dos melhores caminhos para uma boa manutenção da forma ffsica, estabelecimento e progressão do ciclo gravídico-puerperal, assim como uma boa recuperação no puerpério imediato.

O próprio trabalho de parto será beneficiado, se a mulher praticar exercícios regularmente durante a gravidez. A prática de atividades físicas promove ainda o alívio da sintomatologia dolorosa e dos desconfortos, que possam surgir com a gestação, e elevam a auto-estima da mulher grávida, ossibilitando uma recuperação mais curta e favorecendo um retorno às atividades do cotidiano mais precoce. W. nent page A gravidez é uma con OF8 modificações e adapt õea sao necessárias para ciclo gravídico-puerp que traz diversas terno, as quais gressão do principalmente, o resultado da Interação de alguns hormônios, sendo a progesterona, o estrogênio e a relaxina, os de maior influência; no entanto, alguns desses ajustes podem resultar em desconforto, ou mesmo em dor, causando limitações durante a realização das AVD’s elou AVP’s.

Embora essas alterações possam ocorrer m todos os órgãos e sistemas do corpo da gestante, como pele (hiperemia e aumento da sudorese), trato urinário (aumento dos rins, alterações na reabsorção de glicose e hipotonicidade do sistema), sistema endocrino (secreção de progesterona, estrogênio e relaxina, entre outros hormônios, aumentada) e gastrointestinal (diminuição da Sv. ipe to View next page sua função), serão descritos, com mais detalhes, neste trabalho apenas os ajustes que acometem os sistemas locomotor, cardiovascular e respiratório, por serem estes os de maior influência no que diz respeito à prática de atividade fisica na ravidez. EXERCÍCIO PRÉ-NATAL O exercicio pré-natal tem, como Já mencionado anteriormente, o objetivo principal de melhorar a qualidade de vida da gestante, através da aplicação de um programa de exercícios, das orientações sobre a realização das atividades cotidianas, as quais necessitam ser adaptadas às circunstâncias da gestação, e de um apoio psicológico.

Nesse sentido, o programa de exercícios elaborado pelo fisioterapeuta especialista nessa área, deve ser específico, exclusivo e individualizado para cada gestante em particular, sendo composto por exercicios de ntensidades variadas, visando melhorar a flexibilidade, a força e o condicionamento físico para a progressão do ciclo gravídico- puerperal; sem, no entanto, levar a gestante à exaustão ou fadiga.

Exercícios sugeridos durante o período de gravidez: No in[cio da gestação a mulher somente fará exercícios se já tiver uma vida fisicamente ativa e aquelas que forem sedentárias deverão ter a recomendação médica além ter idade gestacional superior a três meses. Outro cuidado importante é realizar movimentos lentos, de “ida” e ‘Volta” cuidando a respiração. Antes de executar qualquer exercício é Imprescindivel a realização de alongamentos. Tonificação da musculatura abdominal: É o abdome que sustenta a coluna lombar mantendo a curvatura normal, além de ser responsável por realizar a força no parto.

Os músculos abdominais estão localizados na pare de ser responsável por realizar a força no parto. Os músculos abdominais estão localizados na parede anterior e lateral do tórax, Realizar movimentos de flexão anterior do tronco e também no sentido diagonal, elevando os ombros do chão, soltando o ar na contração e puxando enquanto volta; é importante manter a ontração neste retorno à posição inicial (1) ) Em decúbito dorsal, joelhos flexionados, pés apoiados no chão, abrace a sua barriga, cruzando os braços sobre ela.

Elevar os ombros do chão, procurando olhar para um ponto fixo no alto(2) Exercícios para os membros superiores: [pic] 1) Peitorais: em decúbito dorsal, aproxime e afaste os 2) Bíceps: em pé, joelhos semiflexionados, coluna alinhada, cotovelo braços, sem dobrar o cotovelo e sem encosta-lo no chão. I ao lado do corpo, flexione e estenda o cotovelo segurando firmemente OI [picl pesinho. ) Ombros: Em pé, joelhos semiflexionados, coluna bem 4) Costas: em pé, tronco em leve inclinação anterior, joelhos alinhada, levante e abaixe os braços lateralmente sem I semiflexionados, coluna bem alinhada, aproximar e afastar os braços, I flexionar os cotovelos. com os cotovelos em leve flexão.

Exercícios para o períneo: 3 na linha do peito, Posições para o relaxamento durante o período gestacional: Indica-se que a gestante poderá realizar algumas posições para trazer conforto e alívio para a dor nas costas quando presentes: (clique na imagem para ampliar) Movimentos de báscula encostando toda a região lombar, companhados de uma respiração profunda e lenta, podem ser realizados tanto deitada, quanto apoiada em uma parede. Benefícios: Os benefícios dos exercícios são extensos e envolvem todos os sistemas do organismo feminino.

Os principais efeitos da prática de atividade física sobre o corpo da gestante incluem o alívio da sintomatologia dolorosa, como as lombalgias; a melhora da circulação de retorno, tanto linfática quanto venosa, auxiliando na redução dos edemas da gravidez; promove uma reeducação postural, já que a gestação altera a posição do centro e gravidade da mulher; melhora o tônus muscular e promove um maior relaxamento; melhora a função Intestinal, pois a constipação é uma queixa comum entre as gestantes; melhora o condicionamento do aparelho cardiorrespiratório; facilita o trabalho de parto, tornand ivo e menos doloroso; 4DF8 exercícios, deve parar mediatamente a atividade e informar ao fisioterapeuta responsavel pelas sessões bem como ao seu médico. Os sinais e sintomas de alerta incluem, entre outras condições a critério médico: taquicardia, tonturas, cefaléia, contrações uterinas, sangramentos vaginais, vazamento de íquido amniótico, náuseas, falta de ar, dor lombar elou pélvica, diminuição dos movimentos fetais, edema súbito de tornozelos, punhos ou face, e ganho ponderal insuficiente ou perda de peso. Embora a prática regular de atividade física traga inúmeros benefícios para a gestante, ela envolve também alguns riscos, tanto para a mae como para o feto, quando mal orientada. Os possíveis riscos maternos são. esão no aparelho locomotor (músculos, ligamentos e tendões), hipotensão postural, arritmias, parto prematuro, abortamentos espontâneos, hipoglicemia, entre outros. Para o feto, os riscos incluem: crescimento retardado, malformações e sofrimento fetal, além de prematuridade; e o recém-nascido pode apresentar hipotermia e redução da gordura corpórea. Determinar a intensidade, duração e freqüência do treino, respeitando os ajustes da gravidez e o estado físico da gestante reduz significativamente o aparecimento dos riscos citados. A Fisioterapia, além de trabalhar com a gestante durante todo o período pré-natal, preparando-a, prevenindo e tratando dores comuns desse período, também pode ajudá-la durante o trabalho de parto. S respiração pode ficar superficial e rápida. ?? uma reação normal, mas o corpo não aguenta muito tempo nesse estado. Quando você está em trabalho de parto, seu objetivo é poupar o máximo de energia possível, e dar ao bebê bastante oxigênio, afinal ele também está sob o estresse de nascer. Antigamente havia aquela história de respirar como cachorrinho. Você vai ver que não é bem assim. Existem duas técnicas básicas de respiração : rítmica, respiração profunda ( corresponde a cerca de 8 inspirações por minuto ou 2 por período de 15 seg. A respiração torácica superficial que corresponde a 30 – 40 inspirações por minuto. A mãe faz uso da respiração ritmica e lenta quando não consegue mais andar ou falar durante uma contração.

A respiração torácica superficial é usada quando a respiração torácica rítmica deixa de ser adequada para lidar com as contrações PRIMEIRA FASE DO TRABALHO DE PARTO Essa fase é caracterizada pelas contrações uterinas, e se a gestante não necessitar de repouso, o ideal é que ela adote posturas em que se sinta confortável. Em pé e deitada sobre o lado esquerdo são as posturas mais indicadas, já que facilitam a descida do bebê. A gestante pode caminhar pelo corredor a maternidade, e quando as contrações chegarem, o ideal é sentar ou apoiar-se numa parede inclinando o tronco para frente e afastando as pernas, a fim de relaxar a região dorsal. O fisioterapeuta pode realizar massagem nessa região, o que trará alívio da dor.

Não se recomenda a posição deitada por muito tempo nessa fase, porque dificulta o retorno venoso e não facilita as contrações uterinas. SEGUNDA FASE DO TRABALHO DE PARTO No final do trabalho de parto as contrações atingem frequência maior, aumentam a intensidade e a duração. A cabeça do bebê já está baixa e chega o período expulsivo. Quando a gestante consegue participar desse momento, o período expulsivo pode ser facilitado. A posição ideal para essa fase é deitada com o dorso elevado e as pernas flexionadas e afastadas. Essa abertura facilitará a saída do bebê. (Dyego) Terceira fase: A terceira fase do parto compreende ao desprendimento, descida e expulsão da placenta e membranas.

Ocorre entre 5a IO minutos apos termino do período expulsivo. Ocorre pelas contrações uterinas que diminuem o volume do útero e consequentemente aumentam a espessura da parede muscular, com esta redução a placenta se descola pois nao ossui elasticidade. Assim ocorre a infiltração de sangue entre a placenta e a decídua basal remanescente originando hematoma retroplacentário. As membranas fetais permanecem no local ate que a placenta se desprenda por completo, destaca-se da parede uterino e se dirige a porção superior da vagina (é expulsa atraves de contrações ou por meio manuais ou esforços da mae de empurrar para baixo se não estiver sob efeito anestésico).

Quarta fase – período de Greenberg O período de Greenberg imediato corresponde à primeira hora depois da saída da placenta. É de fundamental importância nos rocessos hemostáticos (Impedir o sangramento excessivo). Durante esse período há a possibilidade maior de ocorrerem grandes hemorragias. e respiração durante o trabalho de parto: O trabalho de parto pode levar algumas horas, sem que isso signifique dor durante todo o tempo, porém quando as contrações ocorrem algumas providências podem ser tomadas. Durante esse período no qual as contrações tornam-se menos espaçadas e desconfortáveis, indica-se posições de inclinação do tronco.

O emprego da massagem lombar com movimentos circulares também é benéfico quando associado a estas posições. Contra indicações absolutas: • Dilatação do cérvix (incompetência); • Placenta prévia; • Sangramento vaginal; • Bolsa Rota (Ruptura das membranas); • Crescimento intra-uterino retardado ou macrossomia; • Doença card[aca: miocardiopatia ativa, Insuficiência cardíaca congestiva; • Hipertensão gestacional grave; • Trombofeblite; • Embolia pulmonar recente, • Doença infecciosa aguda; • Gestante sem assistência pré-natal. Contra indicações relativas: • Hipertensão essencial; • Gestação múltipla; • Anemia; • Doença da tireóide; • Diabetes mellitus 8

8 Direito e legislação

0

Notas: 1 (TRT da 6a Região/PE/FCC/2006) A Jornada normal de trabalho é de: Escolher uma resposta. a. 8 (oito) horas,

Read More

Medicina ortomolecualr

0

Qualquer falha em algum ponto ou mecanismo desta máquina (ser humano) compromete toda a produção (vida), surgindo os defeitos (doença).

Read More