Relatorio de colchão de ar

Categories: Trabalhos

0

SUMÁRIO INTRODUÇAO . 02 2. OBJETIVOS . 03 3. MATERIAIS E MÉTODOS 07 or6 1. MATERIAIS UTILIZADOS 2. PROCESSO DA EXPERICNCIA . 4. RESULTADOS E DISCURSOES . CONCLUSÕES . 13 6. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS . 13 Relatorio de colchão de ar Premium gy cleitondiniz Map 07, 2012 6 pages to view nut*ge IO . … 07 10,200 0. 593 10,340 0. 792 10,540 0. 602 0,340 [pic] 0,540 0,700 10,140 0,236 | 0,200 0,253 10,160 0,266 10,000 | 0,000 0,593 2.

Plotar um gráfico da relação entre a variação das posições em função da variação do tempo, para os objetivos 2. 1 e 2. 2. EQUIDISTANTES NÃO EQUIDISTANTES e ar é uma das peças mais importante do IO carro do colchão I expermento, uma vez que é o elemento a ser lançado sobre o trilho Ide ar para análise de seus respectivos movimentos. Basicamente, o Icarrinho tem formato triangular, de modo que sua base pudesse ser I perfeitamente encaixada na base do trilho, na parte frontal contém que aciona os sensores fotoelétricos.

ISENSOR FOTOELÉTRICO FABRICANTE REFERÊNCIA equipamentos que irão iniciar e paralisar a uma haste de metal I Cidepe FUNÇÃO Os sensores são os contagem dos tempos que o carro do colchão de ar leva para percorrer I as distâncias pré- determinadas. Estes tempos são medidos pelo I BOBINA DE DISPARO E RETENÇÃO colchão de ar EQ020 PAGF3rl(F6 cronômetro digital.

I Parte integrante do ponto inicial e, quando acionado o botão de disparo, torna-se eletricamente polarizada e, cria então um campo magnético contrário lao imã, contido no carro , que o expele , dando inicio ao seu movimento e consequentemente ao início do experimento. ‘GERADOR DE FLUXO I EQ021 DE AR I É o componente responsável por criar o fluxo de ar dentro do tubo e I sair pelos orifícios do trilho, crie o permitir que o ar, ao colchão de ar”. Eé através da mangueira que esse fluxo de ar chegal ate o trilho de ar.

ICRONOMETRO DIGITAL AXT I [pic] EQ0188 que será responsável por Ido gerador de fluxo IÉo equipamento o no qual o Cidepe IEQ143 Este equipamento é responsável pela alimentação da bobina, o qual em Iseu estado natural se mantém na condição de uma chave normalmente I aberta. Quando é acionado o botão de disparo desta fonte, a bobina é I alimentada, criando assim um campo magnético com polaridades iguais, I lo que resulta no disparo do carro, e consequentemente no inicio de Iseu deslocamento. . 2.

PROCESSO DA EXPERIENCIA O experimento se deu da seguinte forma: Ist) Os equipamentos utilizados na bancada foram ligados às tomadas elétricas para serem devidamente alimentados; 2nd) O Gerador de Fluxo de Ar foi ligado e através de sua mangueira foi lançado o ar para dentro do tubo, fazendo-o sair pelos orifícios do trilho, reduzindo assim o atrito do Carro do Colchão de Ar com o trilho. 3rd) No início do experimento, o carro do colchão de ar fica normalmente retido na bobina, devido à força do magnetismo, sendo necessário então o acionamento do botão de disparo da

Fonte de alimentação da bobina de retenção e disparo que o faz ser repelido pela bobina, o seu deslocamento e o 6th) Após efetuarmos as leituras dos tempos entre os deslocamentos equidistantes e não equidistantes, e de posse das medidas dos trechos em que se deram os deslocamentos entre os sensores, foi possível através da equação da velocidade média ([pic]), encontrarmos as velocidades médias necessárias, as quais ilustraremos no próximo tópico. 4. RESULTADO E DISCURSÕES: I . COM SENSORES EQUIDISTANTES I DESLOCAMENTO I VELOCIDADE MÉDIA (m/s) IXO TEMPO MEDIDO (s)

Tecnologia e sua administração

0

Cap. V – Tecnologia e sua Administração 1 – Explique os sistemas físicos (hardware) e os sistemas abstratos (software). Desde

Read More

Contabilidade e auditoria

0

FACULDADE DE ECONOMIA E FINANÇAS IBMEC PROGRAMA DE POS-GRADUAÇAO E PESQUI SA EM ADMINISTRAÇÃO E ECONOMIA DISSERTAÇAO DE MESTRADO PROFISSIONALIZANTE

Read More