Relatórios

Categories: Trabalhos

0

Relatórios Premium gyAnagPM 07, 2012 | 4 íEXPOSlÇÃO: “Quero ser Ma ilyn Monroe! ” LOCAL: Cinemateca A EXPOSIÇAO “Quero ser Marilyn Monroe! ” é a exposição mais completa que retrata o sex symbol do cinema americano através da arte de grandes artistas como Andy Warhol, Peter Blake, Henri Cartier- Bresson, Cecil Beaton, Ernst Haas. A exposição conta com 125 objetos, com estilos que vão da fotografia ao Pop Art e que documentam a vida de Marilyn.

Marilyn Contemporary, de Heidi Popovic, 2008 Marilyn Contempora ora to view nut*ge Marilyn, publicado p 1967/82 8 Andy Warhole, Marilyn, publicado por Sunday B. Morning , de Andy Warhole, 967,’82 One Night with Marilyn, de Douglas Kirkland, 1961 A exposição ocorreu em uma sala ampla da Cinemateca; estava organizada por tipos de obra (obras contemporâneas, pop Art, Fotografia). Na hora da visita, o ambiente não estava cheio, o que fez ficar silencioso. OBRA ESCOLHIDA TÍTULO: M for Marilyn Monroe, from ARTISTA: Peter Blake he Alphabet uma imagem maior e colorida, ladeada por azul.

Em formato retangular, percebe-se que o artista seguiu um padrão geométrico nessa obra, visto que há uma proporção entre as fileiras de imagem e a grande imagem colorida – criou-se dois retângulos menores, “dividindo” a obra igualmente. EXPOSIÇÃO: o ridirnensional no Acervo do MAC: urna Antilogia LOCAL: MAC A EXPOSIÇÃO A exposição apresenta 17 obras, produzidas entre 1947 e 1997. Nesses 50 anos assiste-se a vários índices da crise que tomou conta da arte contemporânea. É possivel perceber como, nas últimas décadas do século passado, a referência aos modelos da natureza continuam presentes.

Pássaro, de Liuba Wolf, 1963 Pássaro, de Liuba wolf, 1963 O Implacável, de Maria Martins, 1947 A exposição ocorreu na nova sede do MAC, no prédio do DETRAN. Essa exposição inaugurou o novo espaço e foi exibida no piso térreo do museu. Na hora da visita, havia algumas pessoas presentes no espaço, sendo possível ouvir alguns ruídos, porém baixos. TITULO: Figura reclinada em duas peças: pontos ARTISTA: Henri Moore ANO: 1969/70 ESTILO: Contemporâneo TÍTULO: Figura reclinada em duas e as: pontos ARTISTA Henri Moore animal, como o elefante.

Apesar do grande volume das obras do artista, não observa-se algo bruto e pesado, mas sim algo que simpatiza com o observador – a monumentalidade de suas obras não foi algo que interferiu no resultado. Moore também acreditava que não podíamos desmembrar totalmente elemento original da obra, fazendo com que nada ouvesse de referência com a inspiração da obra e que nada lembrasse o “original”. Trazendo o o mundo natural e o corpo humano simultaneamente em seu trabalho, Moore criou uma imagem da humanidade como uma poderosa força natural.

Na obra Figura reclinada em duas peças: ponto, Henry Moore fragmenta a figura em duas peças. Nela, a “figura reclinada” é desmembrada em duas partes e ao observar a obra, nota-se que as duas partes parecem querer se encaixar. Moore faz suas obras a partir de um paralelepípedo de bronze e embora a obra seja tratada de todos os lados, olhando de “frente”, como na foto, percebe-se a composição das figuras se ncaixando; ao mudar o ângulo de visão, esse encaixe não é mais tão bem percebido, “perdendo” a visão da obra.

EXPOSIÇÃO: Alberto Giacometti Coleção da Fondation Alberto et Annette Giacometti, Paris LOCAL: Pinacoteca A exposição conta com cerca de 280 trabalhos, sendo 80 esculturas, 40 pinturas, 80 trabalhos sobre papel, 56 fotografias e documentos. Organizadas em ordem cronológica e temática, ocupa todo o primeiro andar do museu. Todas as salas de exposlção se articulam a partir das obras mals importantes do artista, até chegar no octógono onde é possível ver sua obra mais conhecida: Homem Caminhando.

Mulher de Veneza, de PAGF3ÜFd octógono onde é possível ver sua obra mais conhecida: Homem Caminhando. Mulher de Veneza, de Alberto Giacometti, 1956 A Gaiola, de Alberto Giacometti, 1949/50 A Gi01a, de Alberto Giacometti, 1949/50 TITULO: Homem Caminhango ARTISTA: Alberto Giacometti ANO: 1960 ESTILO: Arte EXjstenc,al TÍTULO: Homem Caminhango ESTILO: Arte Existencial “O existencialismo foi a filosofia mais popular do pós-guerra, na Europa continental. Segundo sua visão, o homem está sozinho no mundo, sem sistemas morais ou religiosos preexistentes que lhe deem apoio e o guiem.

Por um lado, vê-se forçado a tomar onsciência de sua solidão e do vazio e absurdo da existência, por outro, tem a liberdade de definir a si mesmo, de reinventar-se por meio da cada ação que pratica. ” A obra de Giacometti não possui formas inovadoras, nem texturas excepcionais, mas mesmo assim conseguem passar a idéia que o artista quer. Nessa obra, e em muitas outras, cria em sua escultura uma figura frágil, perdida no espaço aberto, exprimindo a ideia de isolamento e a luta do homem; aua arte parece ter por objetivo colocar a mostra a ferida existente do ser humano. BIBLIOGRAFIA DEMPSEY, Atny. Estilos, es entos. Cosac Naify, São

Classificação dos sistemas operacionais

0

FACULDADE ANCHIETA xxxx CLASSIFICAÇÃO DOS SISTEMAS OPERACIONAIS Fevereiro, 2012 TECNÓLOGO EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS CLASSIFICAÇAO DOS Trabalho apresentad

Read More

Laudo ergonomico

0

LAUDO ERGONÔMICO Empresa: ROTHENBERG COM. DE PERFUM. E COSM. LTDA CNPJ: or37 to view nut*ge • Microcomputador; Impressora; Telefone; Cadeira

Read More