Trabalho

Categories: Trabalhos

0

administrador X empreendedor O administrador se enquadra no mundo corporativo. Ele está mais relacionado aos processos gerenciais, à solução de conflitos e de circunstâncias desfavoráveis para a empresa. Enquanto que, o empreendedor nem sempre se faz presente nas corporações. Ele é uma pessoa que tem coragem para ousar. Talvez abrir um novo empreendimento, fazer algo ou criar uma ideia nunca vistos antes. Então, todo administrador precisa ser empreendedor, mas por outro lado nem todo empreendedor é um administrador. ara ficar mais claro, um exemplo de administrador: Roberto Justus. E um exemplo de empreendedor: um garçom que resolve S vien abrir seu próprio neg Um detalhe que dife trabalham( o adminis do, „ b W. p to view nent page cultura, paradigmas ou é chefe e o empre na maneiras que de diretrizes, esa que trabalha m criatividade, aprendizado e outros fatores no ambiente de mercado 2 1 INTRODUÇÃO O termo empreendedorismo se popularizou a pouco mais de uma década, e junto com essa novidade surgiu à confusão entre o que é ser um empreendedor e um administrador.

Sabe-se que ambos têm papel fundamental no processo de organização e dos negócios, tendo cada qual seu devido valor, porém notasse necessidade de se mostrar as suas respectivas definições e características de atuação como profissionais, para deste modo traçar as similaridades e diferenças existentes entre eles, a fim de destacar a contribuição de ambos para a sociedade.

O administrador possui uma visão abrangen abrangente da organização, ele é orientado para planejar e controlar, sabe analisar e resolver situações problemáticas variadas, enquanto que o empreendedor é mais focado nas oportunidades de mercado, na inovação, na criatividade, ele identifica algo prático e transforma em oportunidade através e meios, dados e informação, ele vive o presente pensando no futuro. Mas afinal, qual desses profissionais possui uma maior relevância para a sociedade?

E isso que será estudado no artigo em questão. 2 EMPREENDEDORISMO/EMPREENDEDOR A busca por uma definição precisa sobre empreendedor seria como uma busca ao monstro do lago Nesse. Trata-se de um animal um tanto grande e importante. Ele tem sido caçado por muitos indivíduos utilizando-se de vários tipos de engenhocas e armadilhas, mas até agora ninguém teve sucesso em capturá-lo. Todos que clamam tê-lo visto relatam que ele ? enorme, mas todos discordam das peculiaridades. [… ] Assim é o empreendedor.

Ninguém definiu exatamente como um empreendedor é, contudo, as contribuições dos empreendedores para o bem estar da humanidade são ao mesmo tempo grandes e importantes. (KENT, 1990, p. 1). em busca de resultados concretos” De acordo com Dornelas (2004) empreendedorismo é “a identificação de novas oportunidades de negócio, independentemente dos recursos que se apresentam disponveis ao empreendedor’, ou seja, é um processo que uma pessoa desenvolve seu próprio empreendimento, isto é, transforma uma idéia em negócio.

Para Pinto e Rodrigues (2005) “o termo empreendedorismo, nos dias atuais, vem sendo utilizado de forma abrangente, referindo-se a ações inovadoras e dinâmicas Apesar das utilizado de forma abrangente, referindo-se a ações inovadoras e dinâmicas Apesar das diversas vertentes que este termo assumiu ao longo do tempo, ele é bastante antigo, datando desde o final do século XVIII, onde Indicava uma pessoa que criava e conduzia projetos e empreendimentos.

Mas, só no início do século X, o termo foi utilizado pelo economista Joseph Schumpeter como sendo uma pessoa com criatividade e capaz de fazer sucesso com inovação. Embora existam inúmeros conceitos, muitos deles utilizam dessa relação empreendedor/inovação, a qual tem permanecido como uma das características dominantes, o que não deixa de ser verdade, no entanto não se restringe apenas a isso. Uma pessoa pode montar um negócio que dê certo, e por mais que não inove, não deixa de ser um empreendedor.

Diversas pessoas montam seu próprio negócio hoje, no entanto a concorrência é forte, o mercado é difícil, desta maneira só os melhores permanecem, aqueles que se destacam, que são bons empreendedores. Segundo José Carlos Teixeira em um artigo publicado na Revista do Banco do Nordeste-Notícias, de 19/05/2000: “Empreendedorismo é ousar, transformar, descobrir novas vidas em cima de produtos que já existem. É sonhar para frente, dar função e vida a produtos antigos. Enfim, empreendedorismo é provocar o futuro, reunir experiências e ousadias, ir além do tradicional”.

Desta maneira, um bom empreendedor é aquele que esta sempre em busca dessas características, de boas idéias, que questiona, que quer sempre algo diferente, que seja visionário. Muitas pessoas confundem empreendedor com empresário, no entanto, um professor, um médico, um atleta podem ser mpreendedo 3 empreendedor com empresário, no entanto, um professor, um médico, um atleta podem ser empreendedores, para isso basta obedecer às características do parágrafo acima. O empresário para ter sucesso precisa ser empreendedor, mas nem sempre um empreendedor é um empresário.

Existe o empreendedor nato, aquele que já nasce com as características necessárias para alcançar o sucesso, no entanto, em boa parte dos casos, o empreendedor é um ser social que é influenciado pelo meio em que vive, sua formação empreendedora pode acontecer por influência de estudos, familiar, prática, etc. De acordo com o dicionário eletrônico Wikipédia: Traçar metas, atualizar conhecimentos ser inteligente, do ponto de vista emocional, conhecer teorias de administração, de qualidade e gestão, são mudanças decorrentes da globalização e da revolução da informação.

O empreendedor deve focalizar o aprendizado nos quatros pilares da educação: aprender a aprender, aprender a fazer, aprender a conviver e aprender a ser, e com isso, ser capaz de tomar a decisão certa frente ? concorrência existente. Novas habilidades vêm sendo exigidas dos profissionais para poderem enfrentar a globalização com esponsabilidade, competência e autonomia. Enfim, o empreendedorismo estimula o desenvolvimento como um todo e o local, apoiando pequenas empresas, ampliando a base tecnológica, criando empregos, movimentando o mercado. m empreendedor deixa a sua marca na sociedade, sendo importantes agentes para o crescimento econômico e geração de renda. para Dornelas (2003): O empreendedorismo tem se mostrado um grande aliado do desenvolvimento econômico, pois tem dado suporte a maioria da 4 mostrado um grande aliado do desenvolvimento econômico, pois tem dado suporte a maioria das inovações que tem promovido sse desenvolvimento. As nações desenvolvidas têm dado especial atenção e apoio às iniciativas empreendedoras, por saberem que são à base do crescimento econômico, da geração de emprego e renda. Dornelas, 2003, p. 42). 3 ADMINISTRADOR De acordo com Maximiano (2006) “administração é uma palavra antiga, associada a outras que se relacionam com o processo de tomar decisões sobre recursos e objetivos”, ainda diz que administração é um “conjunto de princípios, normas e funções que têm por fim ordenar os fatores de produção e controlar sua produtividade e eficiência, para se obter determinado resultado”. Diferentemente do Empreendedor, o Administrador tem um teor mais técnico, procurando ao desenvolver seu trabalho, um grau de eficiência na organização que está atuando.

Alguns do pré- requisitos básicos para ser um bom Administrador são: Gerir com responsabilidade e profissionalismo; Saber lidar com pessoas: comunicar eficientemente, negociar, conduzir mudanças, obter cooperação e solucionar conflitos; Ter espirito de liderança. Fayol foi o primeiro a definir as funções administrativas, que se resumem em: planejar, organizar, controlar, coordenar e comandar. Com o passar do tempo este conceito veio se perfeiçoando, agregando a ele novas funções que foram desenvolvidas a partir da necessidade do mercado.

Hoje em dia as principais são: comunicar, dirigir e motivar as pessoas (liderar); analisar: conhecer os problemas; fixar objetivos (planejar); tomar as decisões; negociar e organizar e alocar recursos (recursos f S objetivos (planejar); tomar as decisões; negociar e organizar e alocar recursos (recursos financeiros e tecnológicos e as pessoas). Maximiano diz que: Em resumo, todos administram, nas mais variadas escalas de utilização de recursos para atingir objetivos.

Portando, as competências administrativas (ou competências gerenciais) são importantes para qualquer pessoa que tome decisões sobre a utilização de recursos para realizar objetivos, ou seja, que esteja em ambientes onde essas decisões são tomadas. (Maximiano; 2006; p. 37). Se analisarmos bem, todos nós somos ou seremos administradores (bons ou ruins) em algum momento da vida, seja usando o dinheiro do salário para pagar dividas ou poupando o, por exemplo.

Mas, não podemos confundir essa forma de administrar, com a de um profissional de administração, que por ua vez, está preparado para enfrentar diversas situações, e com isso, analisando e resolvendo-as estrategicamente. O profissional formado em administração é um dos mais versáteis existentes no mercado, podendo trabalhar nas áreas de: Recursos Humanos, Marketing, Finanças e Produção. Porém, o mercado abrange diversas áreas do conhecimento. 4 ADMINISTRADOR x EMPREENDEDOR Segundo Dornelas (2005) quando se compara o papel e função do administrador com o do empreendedor vemos muita semelhança entre ambos, isto é, o empreendedor é um administrador mais com alguns pontos convergentes em relação a média dos erentes ou executivos, pois os empreendedores são mais visionários do que a maioria dos gerentes comuns. mais relacionado aos processos gerenciais, à solução de co no mundo corporativo.

Ele está mais relacionado aos processos gerenciais, à solução de conflitos e de circunstâncias desfavoráveis para a empresa. Enquanto que, o empreendedor nem sempre se faz presente nas corporações. Ele é uma pessoa que tem coragem para ousar. Talvez abrir um novo empreendimento, fazer algo ou criar uma idéia nunca vista antes. Para ficar mais claro, um exemplo de administrador é o Roberto Justus. E um exemplo de empreendedor é um garçom que resolve abrir seu próprio negócio.

Para Batista: Todo empreendedor precisa ser um bom administrador para poder tomar as decisões adequadas. Por outro lado, nem todo administrador possui as habilidades e os anseios dos empreendedores, por mais eficaz que seja o administrador em realizar o seu trabalho. O empreendedor vai além das tarefas normalmente relacionadas aos administradores, tem uma visão mais abrangente e nao se contenta em apenas fazer o que deve ser feito.

Eles se diferenciam também na maneira com que trabalham: o dministrador trabalha em base de diretrizes, cultura, paradigmas e outros fatores na empresa que trabalha e o empreendedor trabalha mais com a criatividade, aprendizado e outros fatores no ambiente de mercado. Segundo Dornelas (2001), “as diferenças entre os domínios empreendedor e administrativo podem ser comparadas em cinco dimensões distintas de negócio: orientação estratégia, análise das oportunidades, comprometimento dos recursos, controle dos recursos e estrutura gerencial”. Conforme detalhado no quadro abaixo: Dominio empreendedor Domínio administrativo

Gestão publica

0

INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ Curso Superior de Tecnologia em Gestão Pública ATIVIDADE SUPERVISIONADA GES AO DE RECURSOS HUMANOS GESTÃO DAS

Read More

Economia

0

TEXTO 4 – O Funcionamento do Sistema Econômico 4. 1. Regime econômico, estrutura econômica e sistema econômico O regime econômico

Read More