Trabalho final sobre ética no estado de alagoas

Categories: Trabalhos

0

Transformações e Crise Ética em Alagoas Clarice de Melo Ivana Tinel Luciano Flavio Magda Mendonça Taciane Tinel Page 1 Características Sócio Econômica nos Dias Atuais Alagoas é um estado subdesenvolvido que tem uma elevada concentração de renda,possui traços problemáticos Swip to view next page onde o principal dele distribuição assimétri lista de todos os indi educação,saúde,habi os problemas da soci OF6 da ores da na embaixo na rasileiros de ituação espelha queza mais concentrada de todo o pais mantém uma crise financeira e fiscal, ? diagnosticado como dependente crônico do Governo federal .

Alagoas possui três setores econômicos(sucroalcooleiro, químico e a pecuária) onde não geram oportunidades de emprego e renda. O PIB é pouco para as necessidades de uma sociedade moderna onde a divida esta estimada em milhões e tem o maior numero de analfabetos, tem ainda o menor IDH,e o maior gasto publico,apresenta 46% da população abaixo da linha da pobreza e esta no limite de descumprir a lei da responsabilidade fiscal.

Page 2 Formação do Estado de alagoas Invadida pelos Franceses no início do século XVI, sendo etomada pelos portugueses em 1535, sob o comando o -lal Studia invadiram Pernambuco e também ocuparam a região de Alagoas até 1 645, quando os portugueses voltaram a conquistar o controle da região de Duarte Coelho. Em 1706 Alagoas é elevada à condição de comarca. C] Emancipação política aconteceu em 1817, quando a comarca foi elevada à condição de capitania.

Page 3 Caracteristicas Sócio Econômica Alagoas manteve as características econômicas e sociais de seu passado colônia, mantendo uma economia agrícola da Zona da Mata e do Agreste ,paralelamente, desenvolvendo o setor ndustrial, com Investimentos na exploração de petróleo e do sal- gema e em outras indústrias de médio e pequeno porte O Estado desenvolveu e consolidou sua economia, baseada nos engenhos de açúcar e na criação de gado, em que predominava o trabalho escravo de negros e mestiços.

Page 4 Histórico Crise ética em Alagoas 1632- Domingos Fernandes Calabar, natural de Porto Calvo, tinha no exército comandado por Mathias de Albuquerque, um modesto posto e recebera um honroso ferimento. Por motivos até hoje ainda não elucidados Calabar, grande conhecedor do lugar, bandeou-se para os holandeses guiando-os antajosamente à Victória Nas décadas de 1830 / 1840- Tavares Bastos, denunciavam que Cansanção de Sinimbu queria dominar Alagoas, formando uma verdadeira oligarquia.

Nas décadas de 1930/40 – os Góes Monteiro, formaram outra oligarquia. Dois irmãos: Ismar de Goes Monteiro e Silvestre Péricles de Goes Monteiro. page 5 D Page 5 Década de 1 970/1990 Ja nos anos 70, 80 e até quase o final de 90, uma outra oligarquia dominou o Estado. Mas não uma familiar e sim, de amigos: Divaldo Suruagy e Guilherme Palmeira. Começaram eleitos indiretamente, durante a ditadura militar. Depois, foram és urnas ganharam. Quando não se candidatavam, apresentavam, um candidato, que era facilmente eleito.

Só perderam e desapareceram da cena política, nas eleições de 1989. Guilherme Palmeira Divaldo Suruagy Page 6 Transformações XXI Mais de 500 processos tramitam na Justiça brasileira atingindo centenas de políticos alagoanos, processados por crimes que vão desde peculato, improbidade, formação de quadrilha, falsidade ideológica, crime contra o sistema financeiro até crimes contra a ecologia e as reservas de Mata Atlântica que nos restam, devastadas pela ação predatória de políticos, bem como crimes e assassinato ou de mando. onstituindo-se numa das maiores máfias diretamente da política brasileira. Extra Alagoas – AL 03/06/2008 – 13:57 page 7 Operação Caetés A operação denominada Caetés, deflagrada pela Policia Federal no agreste alagoano tem como objetivo cumprir oito mandados de prisão e 16 de busca e apreensão contra empresas, prefeituras e pessoas suspeitas de en 3 fraude na licitacao de envolvimento em fraude na licitação de fornecimento de merenda escolar.

Os primeiros levantamentos apontam para um desvio de mais de R$ 8 milhões de recursos públicos. As nvestigações envolve supermercados e empresários da região agreste. De acordo com André Costa, as empresas combinavam os preços a serem propostos nas licitações para vencer o processo. A fraude, ainda segundo a PF, aconteceu em pelo menos 13 processos licitatórios e é referente aos anos de 2007 a 2009..

Page 8 Operação Guabiru A apuração das irregularidades foi iniciada com a atuação do MPF/AL que, diante de relatórios de auditorias realizadas pela Controladoria-GeraI da União (CGU) em fiscalizações de rotina, percebeu a ocorrência de diversas infrações nos municipios o interior do Estado no desvio dos recursos que deveriam ser investidos na área de Educação, a quadrilha falsificou procedimentos licitatórios; utilizou empresas inexistentes, irregulares ou do mesmo grupo controlador para “disputar’ licitações; efetuou pagamentos quando os procedimentos licitatórios ainda estavam em fase de montagem, além de promover desvio de recursos públicos. Tinha à sua disposição várias empresas Irregulares, constituídas exclusivamente para possibilitar a fraude. A maioria das pessoas jurídicas utilizadas pela organização criminosa na montagem dos processos icitatórios sequer existia fisicamente. age 9 Operação Navalha Os presos são acusados de fraude de lic fisicamente. Page 9 Os presos são acusados de fraude de licitações, corrupção, tráfico de influência, superfaturamento de obras e desvio de dinheiro. A Justiça Federal expediu 48 mandados de prisão. Foram presas 46 pessoas, entre empresários, prefeitos, um deputado distrital, um ex-governador e um ex-deputado federal. Page 10 Operação Carranca Operação Carranca foi o nome da operação deflagrada pela Policia Federal, a 12 de novembro de 2007, com o objetivo de esbaratar um esquema de fraudes em licitações e desvios de verbas federais envolvendo pelo menos 12 prefeituras de Alagoas.

A operação prendeu 21 pessoas, entre elas um assessor parlamentar lotado no gabinete de um deputado federal, e o dono da Lacerda Engenharia Ltda, que tinha pelo menos dois contratos com a prefeitura de Murici, totalizando 5,5 milhões de reais, referentes à construção de um ginásio e de obras de drenagem e de infra-estrutura com recursos da Funasa. page 1 1 Bombeiros acusados de roubar donativos de vítimas das chuvas em Alagoas O Ministério Público de Alagoas investiga um esquema coordenado por um coronel, um capitão e um tenente do Corpo de Bombeiros para desviar material doado pelos brasileiros a moradores atingidos pelas enchentes. O furto foi denunciado por um integrante do próprio Corpo de Bombeiros. Foram desviados carregamentos de sandálias de dedo sabonetes, objetos de uso de pessoal e até talheres.

S carregamentos de sandálias de dedo, sabonetes, objetos de uso page 12 Problemas trazidos das transformações éticas da Política Alagoana: -Formação de quadrilha; -Briga de família por patrimônio; -Curais leitorais . -Candidaturas Indeferidas com base na Lei da Ficha Limpa; – Políticos réus em ações penais; – Denunciados como integrantes do esquema dos sanguessugas; – Pedido de cassação recomendado pelo relator no Conselho de Ética; page 13 CONCLUSAO Temos um passado repleto de fatos confusos e Inexplicáveis. Momentos de autoritarismo, perseguições e opressão imposta por uma minoria que detinha o poder politico e econômico.

E preciso conscientizar as população do valor do seu voto pois e através dele que iremos conquistar uma educação digna para s nossos filhos e acreditar numa formação profissional de sucesso. Usar o nosso poder de opinião publica para fazer novas transformações que a política alagoana, precisa , afastando os corruptos, os empresários dos crimes de mando, gente cruel e desumana, que mancha a vida pública do nosso Estado. Ê necessário levar conhecimento a população,para entenderem que é preciso renovar seus representantes, rever julgamento sobre eles , e fazer valer o voto , que é uma das ferramentas para mudança , levando homens comprometido com decência e ética ao poder. Page 14

Projeto de estágio-plano de gestão estratégica para escritórios de advocacia

0

Projeto de estágio•plano de gestão estratégica para escritórios de advoca… UNIVFRSIOADF FFDFRAI. OF SANTA CATARINA PATRICIA APARECIDA DF MORAES CRISTIANO

Read More

Planejamento estratégico da incepa

0

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA INCEPA OF17 p MISSAO Atender as necessidades de nossos clientes, disponibilizando produtos de qualidade e beleza, buscando

Read More