A importância da literatura nas aulas de matemática

Categories: Trabalhos

0

POR TAMIE SAITA A IMPORTÂNCIA DA LITERATURA NO ENSINO DA MATEMÁTICA As histórias infantis, em especial os contos de fadas, são muito apreciadas pelas crianças da faixa etária sugerida no Caso para Ensino. Desperta o imaginário e os valores que, implícitos ou explícitos no texto, serão associados às suas vidas proporcionando não só o contato com conteúdos matemáticos e literários quanto com afetivos e sociais.

Estas narrativas de ficção direcionam o aluno rumo a autonomia de pensamento já que lhes é permitido fazer conjeturas, stabelecer relações entre fatos e acontecimentos, realizar inferências e expor d Segundo Smole Et Al Literatura infantil oco escrevem e conversa aparecendo ao longo ora 04 no atemática com a em e as crianças lêem, áticas que vão Entendemos que as idéias matemáticas poderão estar implícitas ou explícitas nos textos.

Há livros que abordam algumas noções matemáticas específicas e outros propiciam um contexto favorável à resolução de problemas, onde o professor provoca pensamentos matemáticos. Por outro lado, segundo Dalcin (2020:60), a imaginação é reponderante no processo de compreensão, reflexão e abstração, uma vez que ampliam a capacidade imaginativa, desenvolvendo diversas habilidades que auxiliam a criança na construção de signos e significados matemáticos.

Alada ao ato de ler e entender a hist to page história ( obter informações, criar associações, elaborar conteúdos, avaliar comportamentos) a Matemática capacita o indivíduo a compreender estes conteúdos uma vez que apresenta uma linguagem e raciocínios próprios para a resolução de problemas. Geralmente, os problemas são apresentados por meio de frases ou parágrafos curtos acompanhados de números, onde todos os dados que o aluno precisa para resolvê-los encontram se explícitos no texto.

Resta a este identificar que operações ou algoritmos deverá utilizar para chegar a uma solução numericamente correta. É comum a criança ler o problema e em seguida perguntar ao professor: “Qual conta é para ser feita? De mais ou de menos? “. Alguns, ao não conseguir identificar a operação a ser aplicada, esperam pela resposta do educador ou copiam do colega. O desejo do aluno é o de buscar uma sentença matemática que conduza a um resultado correto, invalidando o processo investigativo, a intuição, a confiança, análise e comparaçdes que antecedem estas operações.

Outros ainda resolvem mecanicamente as questões, não confiando na resposta que encontrou. Quando questionados pelo professor a respeito de alguma sentença (6 vezes 5), ainda que saibam a resposta, esta vem num tom de pergunta: “Trinta e seis? ‘. Resolver problemas implica em fazer colocações, comunicar déias, analisar e comparar situações criando uma conexão entre o conhecimento prévio e informal que a criança traz para a escola e o conhecimento formal estabelecido pelo currículo de matemática.

Neste contexto, os PAGFarl(F3 escola e o conhecimento formal estabelecido pelo currículo de Neste contexto, os livros de histórias infantis permitirão ? professora Paula lançar desafios e questões para que o aluno resolva usando os recursos que possui ou os dados do próprio texto, sem ter este que, num primeiro momento, preocupar-se em “fazer contas”. ? também valioso recurso já que estimulam o espírito critico leitor e a capacidade de interpretação de situações, habilidades estas essenciais para um melhor desempenho em matemática.

O aspecto lúdico existente no ato de ler, ouvir e contar histórias faz com que as crianças sintam-se motivadas a envolver-se nos desafios propostos pelo educador, analisando, questionando, inferindo, quantificando em busca de soluções. Deste modo, a conexão Literatura versus Matemática é proficua não só por familiarizar os alunos com o vocabulário matemático, omo também por ampliar os diversos níveis de linguagem, uma vez que permite a participação ativa destes em criar e resolver situações problema, fazendo com que “contemplem horizontes cada vez mais vastos” (Calvino. 991). REFERENCIAS POLATO, Amanda. Assim a Turma Aprende Mesmo. Disponível em: ([email protected] com. br)_ Acesso em: 02. NOV. 2010 ARAGÃO, Charles. Matemática lúdica no Ensino Fundamental. Disponível em: http://www. webartigos. com/articles/27888 11 Imatematica-ludica-no-ensino-fundamental/paginal . html #ixzzl 571htjnd. Acesso em 02. nov. 2010. PAGF3ÜF3

Classificação dos movimentos dos fluidos

0

Classificação dos Movimentos dos Fluidos Como já mostrado anteriormente, os diversos fluidos existentes podem sofrer movimentos (ou escoamentos) de formas

Read More

Trajetória da família na história: da família moderna à desordem atual

0

TRAJETÓRIA DA FAMÍLIA NA HISTÓRIA: DA FAMÍLIA MODERNA À DESORDEM ATUAL Eduardo Teixeira de Souza RA 2011100303 Resumo: Objetivando trazer

Read More