Analise financeira

Categories: Trabalhos

0

ANÁLISE FINANCEIRA EXERCÍCIO 6 Ano Lectivo 201W201 1 Docentes: Carla M. Assunção Fernandes Elisabete F. Simões Vieira Joaquim A. Neiva dos Santos EXERCICIO 5 EQUILÍBRIO FINANCEIRO 2 Rubricas ACTIVO Apli Tesouraria Activa Fórm ulas 31 Dez N. 2 valor Datas 31 Dez N-l Valor 31 Dez N valor cessidades C[clicas OF6 p 10. 999. 898,82 1 1-382. 174,12 13. 529. 314,13 29. 808. 735,34 29. 112. 871 ,35 31. 822. 218,36 110. 663,56 24. 508,75 204. 263,62 40. 919. 297,72 40. 519. 554,22 45. 555. 96, 1 1 CAPITAL PRÓPRIO PASSIVO Recursos Estáveis Recursos Cíclicos Tesouraria Passiva 31. 27377,07 31 . 713. 583,27 32. 438. 359,56 6. 152. 954,17 6. 116. 430,79 8. 133. 259,61 3. 438. 966,48 2. 689. 540,16 4. 984. 176,94 40. 919. 297,72 40. 519. 554,22 45. 555. 796,11 empresa. Consequentemente, TL negativa (TL < O). Desequilíbrio financeiro EQUILÍBRIO FINANCEIROE IQUIDEZ 3 Rubricas AFL AFL Exploração AFL Expl. - Valor Médio Inventários Inventários - Valor Médio Balanço Funcional Clientes Clientes Valor Médio Clientes-Adiant.

Client. -Adiant. – Valor Médio MFL Activo Corrente (NC+TA) A. Corrente – Valor Médio Total do Activo T. do Activo – Valor Médio N-2 N-l N Rubricas Capitais Próprios Capitais Próprios (-RLP) C. Próprios – Valor Médio Balanço Funcional 10. 999. 898,82 1 1. 382. 174,12 13. 529. 314,13 5. 841. 880,32 5. 841. 880,32 1. 632. 237,64 1. 632. 237,64 5. 756. 603,72 5. 799. 242,02 1. 640. 591 1 5. 529. 943,00 5. 643. 273,36 3. 886. 709,17 2. 763. 650,45 25. 327377,07 25. 713. 583,27 26. 438. 359,56 25. 327. 377,07 25. 93. 919,37 25. 713. 583,27 25. 327. 377,07 25. 520. 480,17 26. 075. 971,42 4. 386. 913,30 4. 386. 913,30 4. 386. 913,30 9. 591. 920,65 3. 967. 480,20 4. 177. 196,75 3. 957A80,20 4. 172. 196, 75 5. 941. 348,68 4. 954. 14,44 5. 940. 646,68 4. 949. 063,44 25. 498. 370,40 23. 523. 097,57 26. 517. 075,96 25. 498. 370,40 24. 510. 733,99 25. 020. 086,77 25. 301. 736,47 23. 055. 848,48 26. 517. 075,96 25. 301. 736,47 24. 178. 792,48 24. 786. 462,22 105. 031,11 16. 655,63 198. 050,08 8. 805. 970,95 13. 117. 436,55 29. 19. 398,90 29. 137. 380,10 32. 026. 481 29. 919. 398,90 29. 528. 389,50 30. 581. 931 40. 919. 297,72 40. 51 9. 554,22 45. 555. 796,11 40. 919. 297,72 40. 719. 425,97 43. 037. 675,17 40. 919. 297,72 40. 519. 554,22 45. 555. 796,11 Rubricas Rubricas Volume de Negócios D. R. CMVMC FSE Cálculos Volume de Negócios C/IVA Com ras Compras C/IVA FSE C/IVA 3 DMI (Dias) Actividade C/P e Liquidez PMR (3) (4) (Dias) PMP sem FSE (3) PMP Com FSE (3) DCO (Dias) DCF S/FSE (Dias) DCF C/FSE (Dias) LG LR LI N-2 9,20 40 207 N. 6,65 55 219 121 52 274 153 222 3,31 3,12 0,00 N 3,81 96 220 147 60316 169 256 2,44 2,15 0,02 AC / PC Fórmula CPV / (Inv+A. Biol. )Méd. Rácios / Indicadores Sectoriais [(1nv. +A. [Client. Méd. [Forn_Méd. [Forn. Méd. +IVA) DMI + PMR OCO – PMP N-2 6,57 Q2 56 Q2 209 Q3 66 Q2 66 Q2 264198 198 N. 1 5,43 Q2 67 Q2 170 Q3 168 Q3 87 Q2 237 69 150 N 5,83 Q2 63 Q2 212 Q3 143 Q3 76 Q2 275 132 199 Dias) (Dias) 90 52 247 157 195 3,12 2,95 0,01 2,36 Q3 2,08 Q3 1,87 Q3 1,33 Q3 1,79 Q3 1,33 Q3 [AC – (Inv. + A. 301. )] / PC M anteriormente considerados como termo de comparação.

EQUILIBRIO FINANCEIRO E LIQUIDEZ 5 Tópicos para comentários: Liquidez: LG e LR com valores bastante razoáveis, no entanto em decréscimo no último ano; Os dados evidenciam que a empresa possui aplicações de CP, que uma vez transformadas em meios monetários, permitiriam solver os seus compromissos de cp (em média, o valor das aplicações de cp representa sensivelmente o triplo do valor dos compromissos de CP); Dada a proximidade de valores entre a LG e a LR verifica-se que o peso dos invent. é relativamente baixo no total dos activos correntes (Inv. aplicações de cp que apresentam um maior grau de incerteza quanto à sua transformação em meios monetários; veja-se que o peso dos inv. no total do Activo é de, aproximadamente, 4% em N-2 e N-l e de 8,5% em N); ANALISE FINANCEIRA EQUILÍBRIO FINANCEIRO E LIQUIDEZ 6 Liquidez: A empresa evide S 6 de liquidez acima dos Incoerência face ao diagnóstico traçado pela análise dos indicadores FMF, NFM e TL? 7 Apesar dos valores apresentados pelos rácios de liquidez, verifica- e que o prazo de realização dos activos é bastante superior ao prazo de exigibilidade das dívidas.

DCO e DCF bastante elevados. Análise da DM’, PMR, PMP, OCO, DCF 8 DMI: Em N-2 e N-l, os inv. permanecem na empresa aprox. 50 dias, este até serem a vendidos; empresa este prazo os seus aumenta stocks, significativamente no ano N, atingindo os 3 meses, durante exerc[cio renovou sensivelmente 4 vezes, valor bastante aquém do registado nos anos anteriores, o que se reflectiu na liquidez. No que respeita a estes indicadores a empresa aproxima-se dos valores medianos do sector. 4

Teoria pura do direito

0

A IMPORTÂNCIA DA CICNCIA DO DIREITO NA INTERPRETAÇÃO: O apego do fator subjetivo que Tércio Sampaio considera como sendo a

Read More

Banda marcial

0

Bandas Militares no Brasil: difusão e organização entre 1808-1889 Fernando Pereira Binder VOLUME I São Paulo setembro de 2006 –

Read More