Socialismo x comunismo

Categories: Trabalhos

0

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA CURSO DE ADMINISTRAÇAO ECONOMIA GISLAINE MARCELINO JACKELINE DE FRANÇA LIZANDRA MARA URBAN SOCIALISMO X COMUNISMO JARAGUÁ DO SUL 2012 or6 to view nut*ge INTRODUÇÃO Esse trabalho trata-se de uma comparação do socialismo e o comunismo, bem como suas caracteristicas. partir de 1917, quando ocorreu a Revolução Russa, momento em que o governo monarquista foi retirado do poder e instaurado o socialismo.

Após a Segunda Guerra Mundial, esse regime foi introduzido em países do leste europeu, nesse mesmo momento outras nações aderiram ao socialismo em diferentes lugares o mundo, a China, Cuba, alguns países africanos e outros do sudeste asiático. Diante de todas as considerações, a seguir os principais aspectos do socialismo que deixam claro a disparidade com o sistema capitalista. Socialização dos meios de produção: todas as formas produtivas, como indústrias, fazendas entre outros, passam a pertencer à sociedade e são controladas pelo estado, não concentrando a riqueza nas mãos de uma minoria. * Não existem classes, ou seja, existe somente a classe trabalhadora e todos possuem os mesmos rendimentos e oportunidades. * Economia planificada: corresponde a todo controle dos etores econômicos, dirigidos pelo Estado, determinado os preços, os estoques, salários, regulando o mercado como um todo.

O socialismo que foi desenvolvido no decorrer do século XX e que permanece em alguns países até os dias atuais é conhecido por socialismo real, em outras palavras foi executado de forma prática. Por outro lado, o socialismo ideal é aquele desenvolvido no século XIX. que pregava uma sociedade sem distinção e igual’tária, que acabava com o capitalismo. Os pensadores dessa vertente soclalista eram em sua maioria anarquis que acabava com o capitalismo. Os pensadores dessa vertente ocialista eram em sua maioria anarquistas.

O principal pensador do socialismo foi Karl Marx, para ele esse regime surgu a partir do capitalismo e seus meios de produção, tendo seu controle desempenhado pelo proletário, assim como o Estado, que posteriormente seria extinto, dando origem ao comunismo que corresponde a uma sociedade sem governo, policia, forças armadas entre outros, além de não possuir classes sociais e economia de mercado. Após o declínio do socialismo, a partir de 1991 com a queda da União Soviética, o sistema perdeu força no mundo, atualmente poucos países são socialistas, é o caso da China, Vietnã, Coréia do

Norte e Cuba. COMUNISMO O comunismo é um movimento político que defende a formação de uma sociedade sem classes sociais, onde os meios de produção sejam propriedade comum. Posto noutros termos, se dependesse desta ideologia, a propriedade privada desses melos não existiria e, por conseguinte, o poder pertenceria ? classe trabalhadora. O comunismo procura abolir o Estado: se não houvesse propriedade privada dos meios de produção, então também nao haveria lugar para a explora -o. Com tal, a organização estatal não seria necessária. m livros como “O capital”. No século XX, o revolucionário russo líder bolchevique Vladimir Lenine decidiu pôr em prática as referidas teorias, a partir da sua própria interpretação. O comunismo tem sido alvo de crlticas de diferentes setores. Há quem considere que a sociedade sem classes é impossível (tendo em conta que acaba sempre por haver um ou outro g upo a ostentar poder, no caso do comunismo, seriam os burocratas). Por outro lado, muitos acreditam que o capitalismo e a sua fome de lucro é o único sistema que promove o desenvolvimento econômico.

Embora, muitas das vezes, estes termos sejam usados como sinônimos, deve-se ter em conta que comunismo e socialismo não são o mesmo. O socialismo é uma doutrina da economia política que tem por base a posse democrática e o controle administrativo coletivo dos sistemas de produção, bem como o controle das estruturas políticas por parte dos cidadãos. Posto isto, o socialismo é considerado como sendo a fase prévia ao comunismo. COMUNISMO x SOCIALISMO Normalmente as pessoas ao ouvirem falar sobre comunismo/ socialismo acham que os dois termos são referentes a mesma coisa somente por terem nomes parecidos, mas não é bem assim. ? claro que os dois movimentos tem características parecidas, ao passo que também existem vários fatores que os iferenciam. O comunismo defende o fim das classes sociais e também do Estado, afirmando que a sociedade pode wver sem um governo central e também se alto desenvolver te PAGF afirmando que a sociedade pode viver sem um governo central e também se alto desenvolver tecnológica e produtivamente. Porém não é nem um pouco fácil atingir nenhum princípio comunista da noite para o dia, e hoje em dia esse processo seria mais dificil ainda.

Lembrando-se que é impossível estabelecer o comunismo em um só lugar e esperar que ele dê certo, afinal em um mundo capitalista um pars comunista não sobreviveria. Para chegarmos ao comunismo teríamos que enfrentar duas importantes etapas: A transição do capitalismo para o socialismo, que seria a época da ditadura do proletariado (que tem como objetivo destruir o estado burguês), mas nessa etapa seria necessária a presença do Estado para não deixar que a população fosse contra o novo sistema político. E só depois a etapa do comunismo seria possível. Bom, para simplificar, as principais diferenças entre as duas etapas são: O fim do Estado (que para o socialismo não é necessário) e o fim do trabalho “alienado”. Os dois sistemas são bem parecidos o comunismo depende do soclallsmo para existir, portanto não podemos inferiorizar o socialismo e nem julgá-lo como “‘comunismo menos desenvolvido”. ROSA LUXEMBURGO Revolucionária e teórica marxista alemã de origem polonesa (5/3/1871- 15/1/1919).

Fundadora dos partidos comunistas da Polônia e da Alemanha. Nasce em Zamosc, numa região da polônia então pertencente à Rússia. Começa sua militância política socialista ainda adolescente e então pertencente à Rússia. Começa sua militância politica socialista ainda adolescente e por isso é perseguida. Emigra então para a Suíça (1889), onde se doutora em direito e iências politicas. Em 1892 participa da fundação do partido Socialista Polonês.

Adquire cidadania alemã ao se casar com Gustav Lubeck e em 1898 fixa-se em Berlim. Em sua primeira obra, Reforma Social ou Revolução? (1889), critica os que esperam alcançar o socialismo por meio de reformas. Outra tese sua bastante polêmica é a oposição à teoria do partido único proposta por Lênin. Volta à Polônia em 1905 e é presa por sua atuação política. Libertada, retorna à Alemanha e publica Greve Geral, Partido e Sindicato (1906). Em 1913 escreve A Acumulação do Capital, sua obra mais importante.

No começo a Guerra Mundial (1914-1918), declara-se contra o conflito e funda a Liga Spartacus, organização antimilitarista e revolucionária que é o embrião do Partido Comunista Alemão. Por sua oposição à guerra, é presa em 1915 e 1916, sendo libertada em 1918. Um ano mais tarde, depois da fracassada tentativa de revolução socialista em Berlim (1919), é assassinada por militantes da extrema direita, aos 48 anos. CONCLUSAO Os dois sistemas são bem parecidos e o comunismo depende do socialismo para existir, portanto não podemos inferiorizar o socialismo e nem julgá-lo como “comunismo menos desenvolvido”.

Caso toyota

0

A Bethlehem Steel vendeu 80 mil toneladas de ferro em lingotes. Agora é preciso carregar vagões com os lingotes, que

Read More

Resumo livro senhora

0

Resumo Senhora – José de Alencar Resumo: Senhora é um romance passado na primeira metade do século XIX e que

Read More