Tecnologias inovadoras de comunicação de outro autor…

Categories: Trabalhos

0

financiado pelo Cons 1 Científico e Tecnológi (C anos (1998-2002), te título traduz, abrange na produção de pesq Tecnologias inovadoras de comunicação de outro autor… Premium By antoniodir MapTa 21, 2011 31 pages Comunidades científicas e infra-estrutura tecnológica no Brasil para uso de recursos eletrônicos de comunicação e informação na pesquisa Lena Vania Ribeiro Pinheiro Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia-lBlCT/ Coordenação de Ensino e Pesquisa. Doutora em Comunicação e Cultura, UFRJ/ECO.

E-mail: Ienavania@montreal. com. br INTRODUÇÃO O projeto integrado de pesquisa “Impactos das edes eletrônicas na comunicação cient[fica e novos territórios cognitivos para práticas coletivas, interativas e interdisciplinares”, W. p next page olvimento o o durante quatro , como o próprio ssas tecnologias ecimento, em termos de comunicação científica, expansão das equipes, intensificação da comunicação e relações interdisciplinares, nos múltiplos aspectos da questão (Pinheiro, coord. 002)”. O presente artigo restringe-se ao uso dos recursos eletrônicos de comunicação e informação. No primeiro caso, destacamos o correio eletrônico, as listas de discussão, as salas virtuais (chats). No segundo, as bibliotecas virtuais e digitais, entre outros. Estudos de comunicação científica naturalmente se estendem até a informação científica e tecnológica, ou vice-versa, por uma razão principal: a informação científica e tecnológica é parte fundamental da infraestrutura de C&T.

Portanto, abordar a comunicação científica significa não somente enfocar padrões de comunicação entre pares, mas mas também englobar tanto a informação à qual recorrem para as suas pesquisas quanto aquela que produzem e transmitem por d’ferentes canais de comunicação e tipos de documentos.

Comunicação e informação científicas estão, ainda, estreitamente relacionadas às politicas de C (Pinheiro, 2000) * Participaram deste projeto, entre outros, na ocasião mestrandos e doutorandos do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI), da linha de pesquisa Tecnologia de Informação, desenvolvida no Ibict, os doutores Sandra Rebel Gomes e mestres Miguel Angel Schwindt, Michell S. da Costa e Ângela Cardoso Braga, além da bolsista de apoio técnico Lea Regina de Oliveira e os bolsistas de iniciação cient[fica Paola Martins Celestino, Luciana A.

E. Ribeiro e Leandro Lizmeyer. Resumo Estudo do uso de recursos eletrônicos de comunicação e informação por pesquisadores brasileiros, na geração de novos conhecimentos. A análise abrange a freqüência de participação na rede, fatores intervenientes, finalidades de uso e o grau de relevância dessa tecnologia. No acesso e uso da informação cientifica e técnica, são comparados os recursos eletrônicos/ digitais e os impressos/ tradicionais.

A partir dos resultados, são identificadas percepções e perspectivas, entre as quais a aproximação entre comunicação científica e divulgação científica, confluência dos processos de comunicação e informação e o crescente interesse pela temática da pesquisa, inclusive no Brasil. Pela importância dos recursos eletrônicos para pesquisa, há necessidade de sua expansão e atualização constantes, com investimento das instituições e sua inserção nas políticas públicas nacionais.

Palavras-chave Comunicação c 31 das Instituições e sua inserção nas políticas públicas nacionais. Palavras-chave Comunicação científica no Brasil; Recursos eletrônicos de comunicação; Recursos eletrônicos de informação; Comunidades científicas brasileiras; Uso de tecnologias de nformação. Scientific communities and technological infrastructure in Brazil for use of electronic resources of communication and information in research Abstract usage study of communication and information electronic resources by Brazilian researchers in the generation of new knowledge.

The analysis encompasses the frequency of participation in the network as well as the intervenient factors, usage aims and the relevance of this technology. Electronic resources and traditional printed ones are compared in scientific and technical information usage and access. Results identified erceptions and perspectives, among which the coming together of scientific communication and scientific divulgation, the confluence of communication and information processes and the growing interest for research in the area, including Brazil.

Considering the importance of electronic resources for research, there is a need for its constant expansion and updating, which implies investments by Brazilian institutions and its insertion in the national public policies. Keywords Scientific communication in Brazil; Electronic resources of communication; Electronic resources of information; Brazilian Scientific communities; Use of nformation technologies. 62 ci. Inf. , Brasaia, v. 32, n. 3, p. 2-73, set. /dez. 2003 Este ciclo ou f luxo de comunica ão e informação é mostrado por Vickerv (1 999), em denso ciclo ou f luxo de comunicação e informação é mostrado por Vickery (1 999), em denso e extenso artigo sobre informação cientiTica e tecnológica, articulando história, politicas e comunicação em C, em uma evolução histórica do século 20 até a mídia eletrônica, inter-relacionando esses diferentes, mas convergentes, aspectos. ara Vickery (1 999, p. 477), os problemas de informação científica e tecnológica são “objetivos e ubjetivos”, e, dentre seus questionamentos, destacamos o que denominou “contradições”, nascidas da especialização na ciência e estudos multidisciplinares, o que, por sua vez, ” cna novos problemas na transferência da informação”.

Ele chama a atenção para a abrangência do conceito de ciência e para a existência de “cadeia/ corrente de informação” diferente para cada campo do conhecimento, reforçando as idéias de outros autores, no reconhecimento de padrões de comunicação especiTicos por área, ainda que possam existir algumas práticas comunicacionais e, consequentemente, informacionais comuns.

Entre fatos significativos na história da C, são assinalados o surgimento de conselhos e centros de pesquisa, como o Centre National de la Recherche Scientifique (CNRS), em 1939, o crescimento da pesquisa industrial e o financiamento federal para a pesquisa, nos Estados Unidos e na Grã-Bretanha. No ciclo da informação traçado por Vickery (1999), reproduzindo todos os seus componentes, o autor fez um mapeamento completo, incluindo a transferência da informação, da comunicação cientifica desde a comunicação informal, os meios impressos e a avaliação pelos pares, até a comunicação (e-mail, neewsgroup etc. informação eletrônicas (OPACs- Online Public Access Catal 4 31 comunicação (e-mail, neewsgroup etc. ) e informação eletrônicas (OPACs- Online Public Access Catalog) e processos como o download, que demonstram o entrelaçamento de recursos de comunicação e informação nas redes eletrônicas, conforme será demonstrado e discutido no presente artigo. OBJETIVOS E METODOLOGIA O tema da pesquisa é muito novo, inclusive no exterior, onde estudos foram iniciados na década de 90, enquanto no Brasil são ainda mais recentes e datam dos últimos anos, portanto, a partir de meados dos anos 90 e inicio do século XXI.

A novidade do tema e, consequentemente, o seu estágio ainda incipiente, além do caráter exploratório da maioria dos estudos, em pequeno número, foram determinantes para o estabelecimento dos Imites da pesquisa, cujo objetivo geral foi estudar o processo de comunicação de comunidades científicas brasileiras, em redes eletrônicas, na geração de conhecimentos, a partir do mapeamento das práticas de comunicação e informação, ou melhor, a utilização de tecnologias como correio eletrônico, listas de discussão, salas virtuais (chats) e teleconferências, bem como os recursos ou serviços de nformação, entre os quais bibliotecas virtuais e digitais.

Os objetivos específicos foram identificar fatores intervenientes (facilitadores e inibidores) da comunicação e informação cientificas em redes eletrônicas, sejam tecnológicos, institucionais, pessoais, de área etc. , e verificar a função e importância dos diversos recursos eletrônicos na comunicação científica em rede, na sua interdependência, assim como na relação com canais de comunicação formais e informais, tradicionais ou convencionais. assim como na relação com canais de comunicação formais e informais, tradicionais ou convencionais. Esta pesquisa é de natureza exploratória e adotou como instrumento de coleta de dados questionários, aplicados em 7. 05 pesquisadores l, II e III do CNPq, em todos os campos do conhecimento. Foram respondidos 1-426. Os resultados do levantamento, tabulação e análise de dados são referentes ao conjunto da amostra constituída por 1. 307 pesquisadores, cujos questionários não apresentaram problemas no preenchimento. ESTUDOS EMPIRICOS NA AMÉRICA LATINA E CARIBE Importante pesquisa sobre comunicação e informação cientiTicas foi realizada por Chacón & Pingiotti na Venezuela, em 1993, e, para compreender s seus resultados, é necessário conhecer o contexto em que foi desenvolvida, o que consta de outros trabalhos, inclusive o de Pimienta & Liendo (1993), sobre comunicação mediada por computador.

Deve ser ressaltada a visão política e estratégica desses estudos, enfocando a comunicação e informação em um amplo panorama de políticas nacionais e regionais de informática, telecomunicação, comunicação e informação, o que possibilitou uma análise mais rica do processo e forneceu pertinentes e relevantes subsídios para a presente pesquisa. No artigo de Pimienta & Liendo (1993) sobre o estado atual e perspectivas e desenvolvimento de redes telemáticas na América Latina e Caribe, é descrita a Red para América Latina y el Caribe, iniciativa da União Latina (Redalc), e a comunicação mediada por computador é apontada como “ferramenta de características notáveis”.

As diretrizes fundamentais da Redalc incluem aspectos organizacionais e administrativos e são as seguintes: integração regional; incluem aspectos organizacionais e administrativos e são as seguintes: integração regional; 63 para uso de recursos eletrônicos… ênfase no usuário final; conteúdo da rede; negociação com o etor de telecomunicações; backbone regional baseado em satélites (Pimienta & Liendo, 1993). Quanto às implicações, os autores apontam a integração regional, a supressão de distâncias, a multiplicação de intercâmbios e o acesso direto a fontes, além de projeções, correspondendo a grupos de trabalho distribuídos e biblioteca “eletrônica/virtual”. Pimienta & Liendo (1993) ressaltam, na “nova cultura”, as características de compartilhamento ou solidariedade, o compromisso e a continuidade, o pluralismo e a informação transformada em ação.

Os autores chegam a um iagnóstico global de comunicação mediada por computador, no qual assinalam duas épocas, sendo a primeira regida pela tecnologia e caracterizada por pouco investimento em usuários e serviços, debilidade da interface com o usuário, não-articulação de conteúdos e dificuldade de normalização. A segunda é governada pelo mercado, com “drástica mudança de enfoque”, quando os “elementos importantes vão ser agora os usuários finais, os serviços, os conteúdos, as tarifas, a organização dos grupos de usuários, a participação de atores como documentalistas, pesquisadores no nível da indústria, serviços rivados de informática, de comunicação e de informação”.

Ao enfatizar as oportunidades criadas pela rede para o desenvolvimento da região, ao mesmo tempo em que enumeram os desafios para a integração regional, os autores reafirmam a sua convicção de que “a comunicação medi desafios para a integração regional, os autores reafirmam a sua convicção de que “a comunicação mediada por computador agrega conceitos de solidariedade e democracia ao impedir a concentração do poder associado com a informação. A natureza do sistema visto em sua globalidade promove e permite canalizar solidariedade… ” (Pimienta & Liendo, 1993). O trabalho de Chacón & Pingiotti (1993) está centralizado na avaliação de impactos das redes acadêmicas e atendeu à necessidade de avaliação e de estabelecimento de diretrizes para ação.

Utilizando como ambiente o Sistema Automatizado de Información CientiTica y Tecnológica (Saicyt), os dois pesquisadores lançam a seguinte questão: “Quais as mudanças radicais de comportamento dos acadêmicos a partir do momento em que se vinculam, de maneira temporal ou permanente, a uma rede? ‘ E justificam a pergunta pelos múltiplos pontos de vista, entre os uais o educativo, o político e o tecnológico. Para tanto, criaram um modelo conceptual do impacto de redes, desdobrado em quatro variáveis: insumo, barreiras de comunicação, impacto primário e impacto secundário, com seus respectivos conteúdos. Como os usuários do Saicyt estão dispersos geograficamente, a abordagem foi feita por via eletrônica, com questionários específicos para docentes, pesquisadores e especialistas do setor produtivo.

Dos resultados, são extraídos os mais relevantes, na medida de sua relação com os objetivos desta pesquisa, e, no primeiro deles sobre as funções da rede, as respostas misturam tividades de comunicação, como contato com os colegas ( 91 ,67%), isto é, a comunicação informal entre pares, o mais alto índice, com outras atividades típicas de busca de infor comunicação Informal entre pares, o mais alto Índice, com outras atividades típicas de busca de informação, entre as quais “baixar” textos ( 80,56%) e acesso a banco de dados ( 80,56%) (Pimienta & Liendo, 1993). Sobre a comunicação informal entre pares, voltamos a enfatizar a sua importância e predomínio, a despeito dos inúmeros canais como periódicos científicos, anais de congressos, coletâneas, livros etc.

A comunicação científica é caracterizada pela busca de maior velocidade no intercâmbio e disseminação de Idéias, vantagem constatada desde a literatura clássica da área. Em estudos comparativos entre canais formais e informais, como o de Merta (1969), a qualidade dos últimos sempre foi a de maior rapidez, inclusive de feedback em relação aos meios formais. Esta mescla de comunicação e informação demonstrada nos resultados, além de ser natural, é estimulada pelas condições da pesquisa, a partir do Saicyt, sistema que provê a conexão, simultaneamente ao acesso a serviços de informação, aracterística também do Prossiga – Informação e Comunicação para Ciência, Tecnologia e Inovação , no Brasil.

Nos resultados referentes à área de pesquisa, é oportuno voltar a chamar a atenção para a mescla de funções e ações – associações (90,74%), bibliografias (80,58%), difusão de trabalhos (58,53%), discussão (46,3%), realização de estudos (43,52%) até melhoramento de métodos (26,85%) — relacionadas com a comunicação informal e informação científica que podem ser realizadas mediante contados com os pares e instituições, como as associações. O ?ndice mais alto é o de associações, que representam uma das formas de institucionalização na ciência. Sociedades cientiTicas sempre desem uma das formas de institucionalização na ciência. Sociedades científicas sempre desempenharam importante papel, inclusive de veículos de disseminação da informação e do conhecimento, e isto já ocorria no século XVII, quando do surgimento das primeiras, a Royal Society of London e a Académie de France. Meadows, 1974, 1999). 64 ci. Inf. , Brasília, v. 32, n. 3, p. 62-73, set. /dez. 2003 ena Vania Ribeiro Pinheiro A presença de revistas eletrônicas, de debates que podem se oncretizar por meio de correio eletrônico e também de listas de discussão parece indicar a adoção de recursos eletrônicos em significativa escala, o que também vai se verificar no Brasil. Quanto aos resultados relativos ao setor de desenvolvimento tecnológico, chamamos a atenção das funções distintas dos outros dois setores (acadêmico e de pesquisa) e suas características próprias, sobretudo vinculadas ao conhecimento, melhoramento e divulgação de produtos e mercado.

Pesquisas empíricas brasileiras sobre comunicação e informação em redes eletrônicas no Brasil Durante o desenvolvimento da pesquisa, orientação de dissertações e teses, direta ou indiretamente relacionadas à questão da pesquisa, muito contribuiu para a ampliação dos quadros teórico e empírico e o aprofundamento e enriquecimento da análise e discussão dos resultados. Dentre estas, destacamos a dissertação de mestrado em ciência da informação de Job Lúcio Gomes Vieira (1998), intitulada “Correio eletrônico, o impacto da comunicação técnico-científica da Embrapa: um estudo de caso” e a mémoire e a monografia de Tonia Macedo ( 1999), engenheira da Petrobrás, além das mais recentes, abordadas no ultimo tópico deste artigo. A disserta 0 DF 31

Microcrédito

0

MICROCRÉDITO HISTÓRIA O Microcrédito designa uma variedade de empréstimos com diversas características . a)Serem de pequeno valor (usualmente entre US$

Read More

Eutanasia

0

Voluntária – é a mais usual e igualmente a mais discutida e polémica. Traduz-se no acesso à morte pelos indivíduos

Read More