Atps de quimica

Categories: Trabalhos

0

Faculdade Anhanguera de Joinville – Unidade 2 Curso de Engenharia de Produção. Disciplina: Química 1 Alunos: Adriano Ferreira RA: 3200491738 Franciele A. Kern RA: 3225524429 Jeferson Szymanski RA 3220516526 Marcelo Mariano Ma Tiago Bizari RA: 3208 Fabi0 Vilela veiga. RA 3 p Atividade Prática Supervisionada Etapas 1 à 4. Professora: Marisa Leyla Espinosa combustiVel. É uma substância composta pois contém mais de um elemento químico; – Neônio (Ne): concentração de 0,0018% no ar, é usado na fabricação de indicadores publicitários. ? uma substância simples pois só contém um elemento químico; Hélio (He): concentração de no ar, é usado em dirigíveis e balões. É uma substância simples pois só contém um elemento químico; – Metano (Ch4): é utilizado na fabricação de dióxido de carbono (C02). É uma substância composta pois contém mais de um elemento químico; – Criptônio (Kr): concentração de 0,0001% no ar, é usado em flash fotográfico. É uma substância simples pois só contém um A separação dos gases pode ser feita pelo aumento da temperatura, assim suas moléculas são separadas.

Como é produzida a amônio pelo processo Haber-Bosch? O processo Haber (também conhecido como Processo Haber- Bosch) é uma reação entre nitrogênio e hidrogênio para produzir amoníaco. O amoníaco, gás amoníaco ou amônia é um composto químico cuja molécula é constituída por um átomo de Nitrogênio (N) e três átomos de hidrogênio (H) de fórmula molecular NH3. A molécula não é plana, apresenta geometria piramidal. Esta geometria ocorre devido à formação de orbitais híbridos sp3.

Em solução aquosa se comporta como uma base transformando-se num íon amónio, NH4+, com um átomo de hidrogênio em cada vértice do tetraedro. Atualmente o processo de Haber-Bosch é o mais importante método de obtenção de amônia. Neste processo os gases nitrogênio e hidrogênio são combinados diretamente a uma pressão de 20 MPa e temperatura de 500 oc, utilizando o ferro como catalizador. Reação de s[ntese do amoníaco: 23 500 oc, utilizando o ferro como catalizador. Reação de sintese do amomaco: A Reação é na realidade uma reação de equilíbrio químico altamente exotérmica na direção de produção de amônia.

Para a produção de amónia, o nitrogênio é obtido do ar atmosférico previamente destilado fracionadamente e o hidrogênio produzido à partir do gás natural. A importância da atmosfera como fonte de matéria prima. E uma importante fonte de capitação de gases para vários processos industriais como a fabricação de lâmpadas, no processo de combustão que utiliza o oxigênio. Também sem os quais não conseguiriamos sobreviver. Passo 3 (Equipe) er o artigo petróleo: passo 4 (Equipe) Ler os textos: “O processo de fabricação de açúcar e álcool. Etanol, o biocombustivel de maior produtividade no Brasil. Passo 5 (Equipe) A partir do que você leu nos passos 2 e 3, responda as questões a seguir: a) Sabendo que o petróleo e uma mistura de muitos compostos que contem em sua cadeia carbônica principalmente carbono hidrogênio, escreva o nome de cinco compostos extra[dos do petróleo. R: Gasolina, querosene, óleo diesel, parafina e asfalto. b) Em sua opinião, há diferença no processo de separação dos compostos o petróleo, com o processo de separação do etanol do mosto fermentação?

Explique R: Não há diferença no processo de separação pois os dois utilizam a destilação fracionada. c) Pesquise a quantidade do na queima libera cerca de 330kcal; A queima da gasolina sem etanol libera cerca de 1 1,6kcal. d) Reúna com sua equipe para debater a seguinte questão: “O etanol e um substituto perfeito ao petroleo quando este eixar de existir no planeta”. Em seguida a equipe deve produzir um texto de uma página que resuma as principais idéias com consensuais da equipe. Texto. Com a mesma eficiência e abundância que usamos o petróleo, é difícil.

Mas poderemos substituir onde pudermos por energia hidrelétrica. E embora tenhamos um bom potencial, temos uma enorme defasagem nas redes de transmissão, por isso ainda está longe o dia em que poderemos trocar o fogão a gás pelo elétrico. Ou o aquecimento à gás por eletricidade em regiões frias. outros substitutos, como a energia solar e eólica ainda não tem muita xpressividade, mas novas tecnologias de captação estão sendo oferecidas a cada dia. Pode ser uma boa aposta no futuro, temos uma ótima insolação e nosso litoral tem um bom regime de ventos.

Finalmente, temos os biocombustíveis. É um bom substituto, tem um bom rendimento e dá até para fazer plástico a partir do etanol. Porém, o maior objetivo dos biocombustíveis é abastecer a frota de veículos. Pode ser que no futuro esta prioridade seja repensada, visto que o advento do biocombustível está reconfigurando a finalidade da agricultura, que é alimentar os seres humanos. Há também a energia nuclear que, se bem uidada, é a mais limpa possiVel. Se mal cuidada, é um desastre apavorante.

O melhor substituto vai depender disponibilidade do local e dos incentivos que cada um recebe. Para o Brasil poderá ser uma boa alternativa. Nosso pais é um dos maiores produtores mundiais de 4 23 Para o Brasil poderá ser uma boa alternativa. Nosso pais é um dos maiores produtores mundiais de etanol a partir da cana-de-açúcar e pode ampliar grandemente esta produção, gerando empregos, desenvolvimento de pesquisas e tecnologias nacionais, o que é um excelente fator para a captação de riquezas do exterior via exportações.

O etanol, além de poder ser usado como combustível verde pode ser fonte de criação de monômeros (unidades moleculares repetitivas) para a formação das moléculas de plástico (polímeros), substituindo o petróleo na confecção de plásticos e outros materiais. A eliminação de água do etanol gera o etileno: H3C-CH2-OH + H20 uma das principais moléculas para a produção dos mais diferentes tipos de plásticos. A partir do etileno, que é uma substância muito eclética em relação à fabricação de plásticos, podemos produzir o óxido de etileno, ftalato, ácido acraico, etc. ue são monômeros utilizados na fabricação dos plásticos. Com estes monômeros e com seus derivados sintéticos podemos formar o PVC, o polietileno, o poliftalato, acrílico, isopreno e uma infinidade de plásticos, borrachas e outros materiais que hoje dependem do petróleo como fonte de matéria prima. ETAPA 2. Obtenção do cloreto de sódio a partir da água do mar Passo 1 e 2. O sal é produzido através de um processo contínuo de evaporação da água do mar, que é bombeada com aproximadamente 3,5% de sais totais dos quais 3/4 são cloreto de sódio.

Para cada tonelada de sal produzida, utiliza-se proximadamente 45m3 de água do mar que foi inicialmente bombeada, que vai fluindo pelos diversos evaporadores e paulatinamente aumentando sua concentração s OF23 que vai fluindo pelos diversos evaporadores e paulatinamente aumentando sua concentração de cloreto de sódio. Ao atingir o último evaporador, a salmoura já se encontra maturada e preparada para alimentar os grandes cristalizadores onde, durante os meses de junho a janeiro de cada ano, o sal é precipitado.

O sal é colhido mecanicamente ou manualmente, lavado com salmoura saturada e empilhado nas áreas de estocagem, onde aguardará para ser comercializado. pic] No início do processo, o sal é obtido através da exploração das águas do mar, quando os rios, que são temporais, enchem-se e misturam-se com a água do mar. Deste encontro ocorre o espraiamento, que então enche as várzeas, deixando nelas porções de água retidas nos tanques “chocadores” ou “cristalizadores”. PiC] (Tanques de Cristalização) Após alguns dias, acontece a evaporação através do sol e dos ventos, deixando os solos cobertos por camadas da substância cristalina. A limpeza do sal consiste na lavagem do sal bruto ainda na salina, muitas vezes acontecendo uma segunda lavagem ara garantir a qualidade do produto. Em seguida, o sal é depositado em uma centrífuga onde é secado e preparado para a moagem. O sal refinado é aquele que consumimos todos os dias, em forma de pó. O sal grosso possui a mesma composição do sal refinado (99% de NaCI e 1% dos outros sais), só que o sal grosso não foi triturado.

Já o sal light é modificado para ter 50% de cloreto de sódio e 50% de cloreto de potássio. O cloreto de potássio fica menos temp o retendo menos água 6 23 é mais leve, mais light). Na obtenção de sódio metálico e gás cloro – O sódio metálico é atéria prima para a substância hidróxido de sódio, a qual é utilizada nos mais variados produtos de limpeza (sabonetes, sabão em pó, detergentes etc). Já o gás cloro é utilizado principalmente como matéria prima de desinfetantes e também para a obtenção de produtos destinados à manutenção de piscinas (hipoclorito de sódio, ácido clorídrico, etc).

As imagens a seguir mostram, respectivamente: sabão em pó, cloro para piscinas (feito genericamente por hipoclorito de sódio) e algicida (produto utilizado na manutenção de piscinas que contém ácido clorídrico). Em cosméticos e medicamentos – Muitos dos xampus que utilizamos no cotidiano possuem em sua formulação o cloreto de sódio (o Palmolive é um bom exemplo). Você pode comprovar isto vendo o rótulo destes produtos. Lá, é possível encontrar o termo sodium chlorine que significa cloreto de sódio.

Alguns remédios também possuem cloreto de sódio e neste caso a lista de produtos é imensa então só vou citar um dos mais usados: o soro fisiológico. O soro fisiológico nada mais é do que uma solução de água destilada e cloreto de sódio, onde a composição em massa do sal corresponde a 0,9% do total. Em outras palavras, e o soro “pesar” 100 gramas, 0,9 gramas são de cloreto de sódio e os outros 99,1 gramas são da água. Estes são apenas os principais usos… O cloreto de sódio é usado para uma infinidade de coisas que vão desde à fabricação de tecidos até produtos de limpeza.

Tudo isso graças ao conhecimento de suas propriedades químicas e também de alguns processos químicos Passo 2 químicas e também de alguns processos químicos No Brasil, os principais estados produtores são o RIO Grande do Norte (Polo Costa Branca) e Rio de Janeiro (Região dos Lagos). Está presente nas águas oceânicas na proporção média de 26gL endo que, a concentração depende do equilbrio entre fatores, como: aporte de águas doces de nos e evaporação, além da injeção de águas marinhas, o que modifica a salinidade.

Passo 3 Embora a maioria das pessoas esteja familiarizada com os vários usos do sal na culinária, desconhece que a substância é utilizada em várias outras aplicações, como a: celulose,fabricação de plásticos (PVC), germicida, manufatura de papel, polpa de madeira, produção de sabao e detergentes,purificaçao de água, soda cáustica, tratamento de óleos vegetais e em diversos produtos químicos. No norte dos EUA e na Europa, grandes quantidades de sal são utilizadas para limpar o gelo das rodovias quando das nevascas durante o inverno. ? utilizado em larga escala na produção de: hidróxido de sódio (NaOH): também conhecido como soda cáustica, portanto um hidróxido cáustico usado na indústria (como base química) na fabricação de:papel, tecidos, detergentes, alimentos e biodiesel. Ocasionalmente apresenta uso doméstico para a desobstrução de encanamentos e sumidouros, pois dissolve gorduras e sebos. É altamente corrosivo, devido à sua elevada reatividade, podendo produzir:queimaduras, cicatrizes cegueira.

Reage de forma exotérmica com a água, em que ocorre emissão de calor e or eletrólise, ou Seia, 8 23 composto em seus componentes, mediante a passagem de uma corrente elétrica numa solução aquosa de cloreto de sódio (salmoura), sendo produzido juntamente com o cloro. ácido clorídrico (HCI): por eletrólise junto de sua solução aquosa (processo cloro-álcall). Fortemente ácida e extremamente corrosiva, devendo ser manuseada apenas com as devidas precauções. Normalmente utilizado como reagente químico, é um dos ácidos fortes que se ioniza completamente em solução quosa.

Os sucos digestivos humanos consistem numa mistura bastante diluída de ácido clorídrico e várias enzimas que ajudam a clivar (fragmentar) as proteínas presentes na comida. São duas as formas que apresenta: cloreto de hidrogênio: é um gás em sua forma pura (HCI). À temperatura ambiente é: incolor a ligeiramente amarelado, corrosivo, não inflamável, mais pesado que o ar e de odor fortemente irritante. Quando exposto ao ar, forma vapores corrosivos de coloração branca. Tem numerosos usos, junto de: metais (para limpar, tratar e galvanizar), curtir couros e na rodução e refinação de uma grande variedade de produtos.

O pode-se formar durante a queima de muitos plásticos e em contato com a umidade do ar forma o ácido clorídrico, podendo ser liberado pelos vulcões. ácido muriático: O ácido clorídrico concentrado tem um pH menor que 1. Uma solução aquosa de HCI 1 molar tem pH = 0. O ácido cloridrico é também conhecido como ácido muriático (“muriático” significa “pertencente a salmoura ou a sal”). O ácido clorídrico, na forma impura, ainda é vendido sob essa designação para a remoção de manchas resultantes da umidade em pisos e aredes de pedras, azulejos, tijolos e outros. oro ou solução fisio umidade em pisos e paredes de pedras, azulejos, tijolos e outros.. soro ou solução fisiológica: (NaCl) é uma solução de cloreto de sódio a 0,9%, usada na reposição das perdas de água e sódio, de acordo com condições climáticas, sendo esta quantidade a necessária para manter o equilíbrio sódio/potássio, embora não se enquadre como produto dentro da farmacocinética rotineira dos medicamentos. As situações mais comuns sao:espoliações (perdas) por diarréia de grande porte, vômitos, queimaduras extensas e sudoreses anormais.

No choque hipovolêmico (diminuição anormal do volume do sangue de um indivíduo) a administração por via intravenosa é uma medida temporária importante, contribuindo para a recuperação ou manutenção da volemia (volume sanguíneo). Ingrediente indispensável de quase todos os alimentos industrializados, o sal é matéria prima importante na indústria química, para a produção de soda cáustica, cloro e barrilha; e nas industrias têxtil, petrolífera e siderúrgica, entre outras. É utilizado também por curtumes. O sal pode ser empregado sob diversas formas, conforme a necessidade de cada processo ou produto ndustrial. asso 4 A ligação iônica é formada pela atração eletrostática entre rons de cargas opostas, positivos (cátions) e negativos (ânions). Nesta ligação a transferência de elétrons é definitiva. para formar a ligação iônica é necessário que um dos átomos possua uma tendência de ceder elétrons, enquanto outro tenha a tendência de receber elétrons. Os átomos com tendência a ceder elétrons são os metais das famílias IA, IIA, IIIA, e os átomos que recebem elétrons são os ametais que apresentam quatro, cinco, seis e sete elétrons na camada 0 DF 23

Gestão

0

A Gestão de Pessoas nas Organizações dentro do Contexto Econômico Atual Teorias da Administração Como a administração é uma disciplina

Read More

Tcc analise de impactos

0

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PROGRAMA DE POS-GRADUAÇAO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Miguel Martins de Matos METODOLOGIA DE ANÁLISE DE

Read More