Passo 2 determinar o valor do capital social, considerando haver dentro do patrimônio líquido uma conta denominada reservas de lucros, representada pelo valor de r$ 89.500,00.

Categories: Trabalhos

0

Passo 2 determinar o valor do capital social, considerando haver dentro do patrimônio líquido uma conta denominada “reservas de lucros”, representada pelo valor de r$ 89. 500,00. Premium By rrcastro vapTa 31, 2012 32 pages Esta é a versão em html do arquivo http://www’. poli. br/arquivos G o o g e cria automaticamente versões em texto de documentos à medida que vasculha a web. UNIVERSIDADE DE PE ESCOLA POLITECNIC 32 p GERENCIAMENTO DE PROJETOS GLAUBER DIEGO BARRETO SANTOS 0026310 ENGENHARIA MECÂNICA Aluno: Santos, Glauber Diego Barreto Orientador: Mota , Antônio Fernando Carvalho

ESCOLA POLITÉCNICA DE PERNAMBUCO – POLVIJPE Uniformizar as atividades diárias, fornecer melhores e mais reais informações aos projetos, viabilizar a melhoria dos projetos nos setores da fábrica; proporcionando reduções de custo, otimização do desempenho e redução no tempo de execução dos projetos foi o foco deste Trabalho. De uma forma simples, as técnicas de gerenciamento de projetos, aliadas ao uso das ferramentas do PMBOK/PMI, formam a base metodológica para a implantação de uma nova realidade na área de gerenciamento de projetos.

O ponto alto, ao término deste trabalho, foi que a base de dados se tornou mais coerente e confiável, levando os usuários a terem uma maior consciência de suas responsabilidades no campo da Engenharia e dos custos envolvidos nos projetos. Além disso, a comunicação intersetorial passou a fluir melhor e com maior rapidez. A participação e o comprometimento dos envolvidos na implantação dos projetos, foi o fator principal nos bons resultados deste trabalho, onde se comprova que a atuação de uma forma mais objetiva e profissional, culminam no sucesso de qualquer rojeto de uma empresa.

Palavras-chave: Gerenciamento, planejamento, viabilidade de projetos. Área do Conhecimento: Gerenciamento de Projetos. Visto do Orientador: 32 das Atividades……………. 4. Revisão Bibliográfica 10 5. A MCM — . 11 6. Propósito deste trabalho 12 7. capítulo 1 1. O que é um projeto . 13 . Pág. 09 . Pág. 1 . Produto, Serviço ou Resultado Unico 2. Elaboração Progressiva 14 2. O que é Gerência de Projetos Pág. 14 ág. . Pág. 15 3. As Áreas de Conhecimento da Gerência de Projetos . 8. Capitulo 2 . Pág. 16 8. 1 . As Fases e o Ciclo de Vida dos 8. . 1.

Características dos Ciclos de Vida dos Projetos — 8. 2. As Partes Envolvidas no Projeto 8. 3. Influências e Sistemas da Pág. 19 Organização — . Pág. 21 Pág. 22 8. 42. 23 8. 43. 24 8. 4. 4. Negociação 25 84. 5. Problemas — Organização Liderança Comunicação — „ Solução de Pág. 25 8. 4-6. Influência na 26 9. Capitulo 3 . . Pág. 9. 1 . Os Processos da Gerência de 9. 2. Processos dos 27 9. 2. 1 Grupos de Processos — Pág. 28 9. 3. Interações Entre os 9. 3. 1 Adaptações nas Interações de Processos . 9. 4. Processos de niciaçao . 31 9. 5. Processos de

Planejamento Pág. 32 4 32 . Pág. 23 Pág. 27 pág. Pág. 30 pág. 30 . Pág. 37 9. 8. Processos de Encerramento Pág. 39 10. Conclusão . 40 1 – IN RODUÇAO O presente trabalho, tem como base a aplicação de ferramentas de gestão aos projetos do setor de Engenharia da empresa, visando a redução de custos, a otimização do desempenho da Engenharia e melhoria dos projetos nos setores da fábrica. Este documento é o registro do relatório de estágio supervisionado do estudante Glauber Diego Barreto Santos, como pré-requisito para obtenção da graduação do curso de Engenharia

Mecânica da Escola Politécnica de Pernambuco-UPE. As atividades foram desenvolvidas na MCM-Construções e Montagens Ltda, é uma empresa especializada em montagem eletromecânica para implantação, modernização e manutenção de indústrias. Fundada em 1 996 e localizada no Cabo de Santo Agostinho, próximo ao complexo portuário e industrial de SUAPE, a MCM faz parte do grupo empresarial Intercept Participações de onde herdou o know-how acumulado em mais de 34 anos de atividade. O foco do trabalho será na área da Engenharia Industrial, mais especificamente direcionado para as atividades de

Gerenciamento de Projetos, visando a solidificação de conceitos vistos em sala de aula, no período de OI 108/2005 a OI /02/2006. resultados, prática dos valores organizacionais, relacionamento interpessoal, autodesenvolvimento, cooperação, orientação para a qualidade, raciocínio analítico e crítico, visão e direção, sempre relacionando os conceitos estudados na universidade com as práticas diárias, mostrando para ele a importância de suas atividades para a empresa e dando-o todo suporte (técnico e teórico) necessário para que ele possa aprender e realizar suas tarefas com êxito.

O estágio tem caráter curricular-supervisionado, sendo o monitoramento feito pela Empresa, Supervisor imediato e Prof orientador da Universidade. O estágio também tem como objetivo fornecer ao estudante condições necessárias ao desenvolvimento profissional, complemento das atividades aprendidas em sala de aula e dar oportunidades do estudante de se familiarizar com as atividades praticadas na indústria.

Ao término do estágio o aluno estará capacitado tecnicamente a planejar e gerenciar uma área de Engenhana/projetos, utilizando uma das principais ferramentas de gestão. OBJETIVOS ESPECÍFICOS Estudo do Gerenciamento de Projetos – Uma das atividades principais do Engenheiro, seja Mecânico, Elétrico, Químico, Civil, etc, dentro de um ambiente industrial. O universo do conhecimento em gerência de projetos é uma denominação que representa todo o somatório de conhecimentos dentro da profissão de gerência de projetos.

Como qualquer outra profissão, além da engenharia, o conjunto de conhecimentos baseia-se na contribuição daqueles profissionais e estudantes que aplica esses conhecimentos no dia a dia, desenvolvendo- os. Este conjunto completo em conhecimentos de gerência de rojetos inclui os conhecimentos já comprovados através de práticas tradicionais que são amplamente utilizadas, assim como conhecimentos de práticas mais inovadoras e avançadas que têm tido uma aplicação mais limitada. 3 – CRONOGRAMA DE 6 OF32 mais inovadoras e avançadas que têm tido uma aplicação mais limitada. – CRONOGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DAS ATIVIDADES I MESES Atividades Agosto Setembro I Outubro Novembro I Dezembro Janeiro Atividade OI Atividade 02 Atividade 03 Atividade 04 Atividade 05 Atividade 06 Atividade 07 x XIX I x IXIXIXI IXI Confecções dos relatórios parciais e finais xii 4 – REVISÃO BIBLIOGRÁFICA lx I A Consultoria baseou-se na montagem de ferramentas de gestão e planejamento para acompanhamento das atividades rotineiras dos projetos, estudando-as para uma melhor uniformização informativa e operacional, para isso foram utilizados os métodos do PMBOK/PMI e do livro TGA – Teoria Geral da Administração, de Alberto Chiavennato. 5-A MCM. construcoes tda englobando o fornecimento de equipamentos e materiais para os diversos segmentos industriais, tais como: – Alimentícias e Bebidas – Cimento e Mineração – Siderúrgica e Metalúrgica – Papel de celulose Química e Petroquímica – Energia 6 – PROPOSITO DESTE TRABALHO O principal propósito deste trabalho é identificar e descrever a Gerência de projetos; pretende também fornecer uma terminologia comum, dentro da profissão e práticas, para a linguagem oral e escrita sobre gerência de projetos.

A Gerência de projetos é uma profissão relativamente nova e, embora haja uma razoável concordância, dentro da comunidade de projetos, acerca daquilo que é feito, existe relativamente pouco consenso quanto aos termos usados. Este trabalho provê também como uma referência básica para ualquer profissional interessado na profissão de Gerência de projetos, incluindo: * Executivos; * Gerentes de projetos e membros da equipe de projeto; * Clientes dos projetos; * Professores que atuam em cadeiras de gestão de projetos e tópicos relacionados; * Consultores em Gerência de projetos; * Instrutores de treinamento em Gerência de projetos. * Planejados, executados e controlados Projetos são freqüentemente implementados como meios de realizar o plano estratégico da organização.

Serviços continuados e projetos diferem principalmente porque enquanto os primeiros ão contínuos e repetitivos, os projetos são temporários e únicos. Assim sendo, um projeto pode ser definido em termos de suas características distintas – um projeto é um empreendimento temporário com o objetivo de criar um produto ou serviço único. Temporário significa que cada projeto tem um começo e um fim bem definidos. Unico significa que o produto ou serviço produzido é de alguma forma diferente de todos os outros produtos ou serviços semelhantes. Para muitas organizações, projetos são o meio de responder a requisitos que não podem ser atendidos através dos limites normais de operação da rganização.

Os projetos são desenvolvidos em todos os níveis da organização. Eles podem envolver uma única pessoa ou milhares delas. Podem durar poucas semanas ou mais de cinco anos. Os projetos podem envolver uma unidade isolada da organização ou atravessar as fronteiras organizacionais, como ocorre com consórcios e parcerias. Pode citar-se como exemplos de projetos: * Desenvolver um novo produto ou serviço * Planejar um novo veículo ou equipamento de transporte * Desenvolver ou adquirir um novo sistema de informação * Construir um prédio ou instalações industriais Desenvolver um novo sistema de abastecimento de água * Implantar um novo processo de fabricação 7. -1 – PRODUTO, SERVIÇO OU RESULTADO ÚNICO Os projetos envolvem o desenvolvimento de algo que nunca foi feito antes, e que é, portanto, único. Um produto ou serviço pode ser único, mesmo considerando que já tenha sido desenvolvida uma infinidade de produtos/serviços em sua categoria. Por exemplo, muitas e muitas indústrias já foram constr de produtos/seruiços em sua categoria. Por exemplo, muitas e muitas indústrias já foram construídas e instaladas, mas cada ova unidade lançada é única — com um proprietário diferente, projeto próprio, localização específica, instalações diferentes, e assim por diante. A presença de fatores repetitivos não muda a característica intrínseca de unicidade do esforço global do trabalho do projeto.

Por exemplo: * Um projeto para desenvolver um novo tipo de avião comercial pode requerer uma série de protótipos * A construção de um conjunto habitacional pode incluir centenas de unidades individuais 7. 1. 2 – ELABORAÇAO PROGRESSIVA Elaboração progressiva é a característica de projeto que ntegra os conceitos de temporário e único. Como o produto de cada projeto é único, as características peculiares que o distinguem devem ser progressivamente elaboradas. Progressivamente significa “proceder por etapas; continuar de forma determinada, por incrementos enquanto elaboradas significa “trabalhadas com cuidado e detalhe; desenvolvidas por completo”.

Estas características que distinguem os produtos a serem construídos, são amplamente definidas bem cedo no projeto, e se tornam mais explícitas e detalhadas assim que a equipe adquire uma melhor e mais completa percepção do produto. A elaboração progressiva das caracteristicas do produto necessita ser cuidadosamente coordenada com a correta definição do escopo do projeto, especialmente se o projeto é desenvolvido sob contrato. Quando adequadamente definido, o escopo do projeto – que define todo o trabalho a ser realizado no projeto – deve permanecer constante, ainda que as características do produto estejam sendo elaboradas progressivamente. Um exemplo que ilustra bem o conceito de elaboração progressiva: – Uma fábrica de processamento químico começa com o processo de engenharia definindo as características d 0 DF 32

Enfermagem

0

O SIGNIFICADO DA HISTORIA DA ENFERMAGEM PARA OS PROFISSIONAIS ULRICHSEN, Ariana Salles VARGENS, Octavio Muniz da Costa RESUMO Trata-se de

Read More

A formação do professor de educação física: a diversidade cultural e o trabalho com alunos com deficiência

0

Artigo: A formação do professor de Educação Física: A diversidade cultural e o trabalho com alunos com deficiência *Marcelo de

Read More